Sábado, 21 Outubro 2017

Governo inaugura creche do bairro Itaunense e anuncia duplicação do número de vagas

Publicado em Bairro a Bairro Segunda, 22 Maio 2017 10:56
Avalie este item
(0 votos)

 

 

 

O ato solene de inauguração da creche Recanto Feliz, no bairro Itaunense, nesta sexta-feira, 19,  foi marcado por uma surpresa. Durante a cerimônia, o prefeito Neider Moreira, ao lado da secretária municipal de Educação e Cultura, Alessandra Nogueira Santos Araújo, anunciou que o número de vagas previsto inicialmente, aproximadamente 40, será duplicado em breve. O chefe do Executivo assinou o termo de autorização para que sejam iniciados todos os procedimentos legais visando a medida, que declarou ser uma questão de justiça social.

“Os custos fixos, com estrutura e profissionais, para atender o dobro de crianças serão os mesmos, então, está decidido que faremos isso, para dar mais conforto e tranquilidade às famílias da região. Hoje, diferente de antigamente, as mulheres trabalham e contribuem com o orçamento doméstico. E as mães precisam ter segurança de que estão deixando os filhos em um local adequado para o exercício pleno de suas funções no mercado”, salientou. 

O antigo Centro Comunitário recebeu intervenções e, totalmente reformulado, vai receber meninos e meninas, de zero a quatro anos incompletos, das 07h às 16 horas. A creche Recanto Feliz conta com salas de aulas, berçário, lavanderia, cozinha e refeitório, além de banheiros com acessibilidade. O prédio também foi adaptado para abrigar espaços administrativos, despensa e almoxarifado. A unidade educacional está localizada na rua Chiquinho Alves, 270, no bairro Itaunense 2.

 

Cidade Nova e Santa Edwiges 

Durante a solenidade, Neider também fez outro comunicado importante. A Prefeitura rompeu, unilateralmente, o contrato com a empreiteira contratada na administração passada para construir as creches dos bairros Cidade Nova e Santa Edwiges. As obras ficaram abandonadas por longo período, com grandes prejuízos para as duas comunidades, que aguardam há anos pela entrega das unidades educacionais, e também para o erário, uma vez que houve depredação e roubo de materiais. 

“A construtora não estava cumprindo os compromissos. Por isso, decidimos revogar a contratação e daremos início ao processo para substituí-la. Precisamos resolver essa questão e concluir as intervenções rapidamente. É uma necessidade da população”, frisou o prefeito.

 

 

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd