Quarta, 18 Julho 2018

Mutirão chega à região do Cidade Nova para atender demanda por limpeza nas ruas

Publicado em Bairro a Bairro Segunda, 26 Março 2018 17:53
Avalie este item
(0 votos)

Há algumas semanas, a insatisfação da comunidade do Cidade Nova com a situação das vias públicas ganhou repercussão na internet. A população usou as redes sociais em manifestações de indignação, principalmente devido ao mato, que crescia há meses nas ruas e lotes vagos abandonados, favorecendo a proliferação de animais peçonhentos. Uma moradora contou ao JORNAL S´PASSO que localizou em casa um filhote de jararaca, que matou imediatamente, com medo de ser surpreendida. 

Além dos relatos postados em grupos do aplicativo WhatsApp e no Facebook, foram feitas cobranças a vereadores, para que levassem as demandas ao Executivo. Nas quatro últimas reuniões da Câmara, representantes da Casa fizeram indicações com pedidos de solução para os problemas, a maioria referente à limpeza e capina. “Basta olhar para o chão para comprovar as condições precárias em que estamos vivendo. Está uma vergonha”, reclamou Ângelo Aparecido Santos. 

Enquanto visitava o bairro, na manhã de terça-feira, 20, a reportagem se deparou com funcionários da Prefeitura, que capinavam um terreno em frente à Escola Municipal Artur Contagem Vilaça e o entorno da quadra, além da praça que fica perto da avenida Vicente Nogueira Penido. Na “Ernesto Vernúcio”, onde há um imóvel tomado pelo matagal, havia um sapo atropelado e mais à frente, na mesma rua, forte odor de animal morto. 

 

Descarte irregular de lixo e entulho 

 

Ainda de acordo com os depoimentos ouvidos no Cidade Nova, outra situação que contribui para o surgimento de bichos é o descarte irregular de lixo e entulho. Entrevistados disseram ao JORNAL S´PASSO que pessoas de outras localidades depositam restos de materiais da construção civil em lotes vagos no bairro. 

Segundo os relatos, membros da comunidade também deixam mobiliário velho nas calçadas, apesar do conhecimento de que esses itens não são levados na coleta convencional, responsável pela destinação dos resíduos orgânicos e dos recicláveis. “Basta ligar que buscam, eu mesma já usei, mas algumas pessoas não têm consciência”, comentou uma moradora. 

Duas vezes por semana, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto – Saae – realiza o recolhimento de equipamentos inservíveis em toda a cidade, mediante agendamento na autarquia. O “Cata-Móveis” dá a destinação correta para aqueles objetos que não têm mais serventia, como sofás, armários, televisores e colchões, por exemplo. Mais informações pelo telefone 3249 – 5800. 

 

Administração intensifica serviços 

 

Em resposta às reclamações feitas em todo o município devido à falta de manutenção das vias públicas, a Prefeitura iniciou no dia 26 de fevereiro a Operação Cidade Limpa. O mutirão passou primeiro pelo Jadir Marinho, Centenário e Santa Mônica. De acordo com o governo, as ações estão concentradas na regional do Morada Nova, desde o último dia 13, abrangendo também São Geraldo e Residencial, Aeroporto, Vila Washington, Santa Edwiges, Três Marias e Cidade Nova. 

As equipes realizam limpeza, capina, tapa-buracos, sinalização viária, substituição de lâmpadas queimadas por novas, além de manutenção nos bueiros e recolhimento de móveis e inservíveis. A previsão para a conclusão dos trabalhos nesta região é de duas semanas.

A operação é coordenada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e executada em parceria com a Regulação Urbana e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto – Saae.  

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd