Domingo, 23 Setembro 2018

Moradores cobram atenção à limpeza e serviço de manutenção nas ruas

Publicado em Bairro a Bairro Segunda, 02 Abril 2018 13:18
Avalie este item
(0 votos)

 

Os problemas com o mato alto têm sido recorrentes em todas as regiões visitadas pela reportagem, para o S’PASSO BAIRRO A BAIRRO. Na Várzea da Olaria, Piaguassu e Vitória, esta semana, não foi diferente. A primeira reivindicação das três comunidades, apontada como prioridade, é a limpeza das ruas. Na Várzea, até a passarela de acesso ao Leonane, sobre a linha do trem, está sendo tomado pelo matagal. No Piaguassu, a população tem que lidar com a invasão de animais peçonhentos às residências. “Estamos muito esquecidos. Eu peço capina, calçamento e nada é feito. Já entreguei ofício na Prefeitura, fui ao Canteiro de Obras e até agora nada.

No Piaguassu tem cobras e aranhas, enormes, entrando nas casas das pessoas”, relatou o presidente da Associação Comunitária, André da Silva Rezende.

Em resposta às reclamações em todas as regiões, a Prefeitura iniciou no dia 26 de fevereiro, a Operação Cidade Limpa. O mutirão passou primeiro pelo Jadir Marinho, Centenário e Santa Mônica. Na última semana, as ações foram concentradas na regional do Morada Nova, que abrange o São Geraldo e Residencial, Aeroporto, Vila Washington, Santa Edwiges, Três Marias e Cidade Nova. De acordo com a administração, as equipes realizam limpeza, capina, operação tapa-buracos, sinalização viária, substituição de lâmpadas queimadas por novas, além de manutenção nos bueiros e recolhimento de móveis e inservíveis. A ação é coordenada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e executada em parceria com a Regulação Urbana e o Serviço Autônomo de Água e Esgoto – Saae.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Infraestrutura para apurar como está a Operação Cidade Limpa e a previsão sobre a chegada dos serviços ao Piaguassu, Várzea da Olaria e Vitória. Conforme informações do setor, os funcionários estão finalizando o trabalho na região do Santa Edwiges, posteriormente atenderão as demandas do Morro do Sol e Padre Eustáquio, seguindo para a Várzea e Piaguassu. Nas regionais com bairros maiores, o mutirão tem demorado cerca de duas semanas. Logo, deve chegar ao Piaguassu e a Várzea da Olaria na segunda quinzena de abril.

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd