Quarta, 19 Setembro 2018

Moradores cobram melhorias nas vias públicas e ampliação dos serviços de limpeza

Publicado em Bairro a Bairro Segunda, 27 Agosto 2018 11:53
Avalie este item
(0 votos)

 Comunidade convive diariamente com riscos devido à precariedade do acesso ao Leonane

Há tempos, moradores do Leonane reclamam da falta de investimentos em infraestrutura. Outra queixa frequente é sobre a limpeza das vias públicas e de acordo com representantes da comunidade, o número de profissionais disponibilizado para a realização desse serviço não é suficiente. Esta semana, a equipe do JORNAL S´PASSO voltou à região e pôde verificar que os problemas persistem.

 Também é preocupante a falta de segurança no acesso ao bairro. Informações obtidas pela reportagem são de que estão em andamento estudos para viabilizar a abertura de mais uma entrada. No entanto, a ideia também não tem aceitação, por causa do receio de aumento da criminalidade, já que haverá mais facilidade para a chegada e fuga de bandidos.

Iluminação e segurança

 Os entrevistados lamentaram também a precariedade da iluminação na avenida Lenhita e cobraram a instalação de grades de proteção próximo à linha férrea. Ainda segundo moradores, existe um buraco próximo perto dos trilhos onde crianças e ate idosos já caíram, sendo que uma senhora acabou com ferimentos graves.

Conforme os relatos, a rede de captação pluvial não tem capacidade suficiente para o escoamento das águas. No período chuvoso, que se aproxima novamente, são formadas poças nas ruas. A insegurança passa também pela existência de algumas árvores de grande porte, antigas, com riscos de queda. O Município deu início a um inventário dessas espécies e conforme apurações, a remoção e substituição de algumas já é prevista.

Sinalização e infraestrutura

Para desviar da grande quanti dade de buracos, motoristas muitas vezes são obrigados a invadir a contramão, aumentando os riscos de acidentes. Na avenida Lenhita, há verdadeiras “crateras” em praticamente toda a extensão da via. Já na rua Orozimbo Melo, o problema é ampliado pela falta de sinalização e de pintura estratigráfica, principalmente nos cruzamentos, sem placas de “Pare”. Um bueiro teve a tampa quebrada por um caminhão e até o momento não foram feitos reparos. Além do perigo, vizinhos jogam lixo e entulho no local. A reportagem flagrou diversas “bocas de lobo” em condições inadequadas.

Ponte em estado crítico

Na avenida Doutor Walter Mendes, principal corredor de trânsito da região, que corta o Irmãos Auler, há uma ponte com grande fluxo de pedestres, já que muitas pessoas precisam atravessar diariamente para ir à escola, ao trabalho ou ter acesso ao comércio e serviços. No entanto, a estrutura tem situação precária e até remendos feitos com arames. Um trecho da via ainda não recebeu qualquer tipo de pavimentação, reivindicação antiga da comunidade. Chama a atenção a falta de cuidados com o ribeirão Joanica, onde os próprios moradores das imediações costumam descartar lixo e entulho.

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd