Quarta, 21 Fevereiro 2018

Mais de 1,5 milhão de mineiros ainda têm abono salarial ano-base 2016 para receber

Publicado em Geral Terça, 23 Janeiro 2018 16:23
Avalie este item
(0 votos)

Chegam a mais de R$ 9,84 bilhões os recursos do abono salarial do PIS/Pasep ano-base 2016 que ainda não foram sacados e que estão disponíveis para 13,4 milhões de pessoas em todo o país. Nesta quinta-feira, 18, o Ministério do Trabalho liberou o sétimo lote do benefício para os inscritos pela iniciativa privada, nascidos nos meses de janeiro e fevereiro, além de servidores públicos com cadastro de final 5.

Do total de recursos que ainda podem ser retirados, quase metade (46,8%) é para a região Sudeste. Segundo levantamento preliminar do Ministério do Trabalho. Minas Gerais é o estado com o segundo maior valor, R$ 1,14 bilhão para 1,55 milhão de beneficiários.

Até o final de 2017, os saques na região Sudeste contemplaram 5,16 milhões de pessoas, 44,87% dos participantes identificados, com um total de R$ 3,75 bilhões, considerando os valores pagos de julho a dezembro do ano passado.

Direito ao saque 

O abono salarial ano-base 2016 é pago a quem estava inscrito há pelo menos cinco anos no PIS/Pasep e trabalhou formalmente pelo menos um mês, com remuneração média de até dois salários mínimos. Além disso, é preciso que os dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais - Rais.

O valor do benefício vai de R$ 80 a R$ 954, de acordo com o tempo de registro em carteira no ano-base. Recebe o valor cheio os que trabalharam formalmente durante todo 2016. Quem trabalhou um mês, por exemplo, com esses mesmos pré-requisitos, recebe 1/12 do montante, e assim sucessivamente.

Depois do sétimo lote, o Ministério do Trabalho ainda vai liberar mais duas parcelas do abono salarial 2016 – em 22 de fevereiro e em 15 de março. Os recursos de qualquer um dos lotes podem ser sacados até 29 de junho. 

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd