Quinta, 19 Julho 2018

Tribunal de Justiça marca licitação do novo Fórum da Comarca de Itaúna para julho

Publicado em Geral Segunda, 18 Junho 2018 12:43
Avalie este item
(0 votos)

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais - TJMG - publicou, nesta semana, a data do processo licitatório para a contratação da empresa que ficará responsável pela construção do Fórum da Comarca de Itaúna. A entrega da documentação pelas empreiteiras interessadas em executar as obras foi marcada para 16 de julho, com abertura dos envelopes prevista para o dia seguinte, 17, às 09 horas.

O novo Fórum é uma promessa antiga feita pelo Estado e motivou, nos últimos anos, intensa mobilização das autoridades locais. Depois de muitas articulações, o empreendimento começa a ser transformado em realidade com o anúncio do certame, que contempla ainda, nesta etapa, Itajubá e Três Corações, além da vizinha cidade de Pará de Minas. O plano de investimentos tem a proposta de tornar mais modernas, funcionais, acessíveis e sustentáveis as instalações do Poder Judiciário.

No caso de Itaúna, o projeto selecionado, já aprovado pela Secretaria Municipal de Regulação Urbana, tem capacidade para abrigar nove varas, numa área construída de 7.050 metros quadrados. Conforme os cálculos apresentados, o empreendimento custará aproximadamente R$ 32 milhões. O prazo estabelecido para a entrega é de 720 dias.

Os recursos para as obras são oriundos do Fundo Especial do Poder Judiciário. Para abreviação dos fluxos, o Tribunal adota “arquitetura padrão” de edificação e dá prioridade para localidades com terrenos já cedidos. Segundo o órgão, os sistemas utilizados permitem maior flexibilidade de uso e elevada durabilidade geral, além da acessibilidade garantida a cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida.

O lote destinado pelo Município ao Fórum tem 6.374,31 m². O imóvel está localizado no fim da avenida Jove Soares, na região do bairro Pio XII, e próximo ao futuro Centro Administrativo de Itaúna. A construção da sede da Prefeitura, iniciada e deixada inacabada por Osmando Pereira da Silva, está atrasada devido à necessidade de conclusão de vários processos que não foram realizados no governo passado.

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd