Domingo, 23 Setembro 2018

Procurador do Município diz que homologação do concurso depende do Tribunal de Contas

Publicado em Geral Segunda, 18 Junho 2018 12:54
Avalie este item
(0 votos)

O procurador-geral do Município, Jardel Carlos Araújo, compareceu à Câmara nesta semana para, durante a sessão ordinária dos vereadores, prestar esclarecimentos sobre o concurso público, realizado pela Prefeitura em 2016, já no fim do mandato de Osmando Pereira da Silva. O certame foi alvo de muitas denúncias de supostas irregularidades e teve o edital retificado várias vezes devido a erros e vícios. Acompanhado do secretário de Administração, Dalton Nogueira, o advogado falou sobre os trâmites aos parlamentares e a pessoas aprovadas no processo e que cobram da administração um posicionamento em relação ao preenchimento das vagas.

O primeiro questionamento respondido por Jardel Araújo foi sobre a data de homologação. No entanto, não há previsão para esse ato, que, de acordo com ele, depende agora da anuência do Tribunal de Contas de Minas Gerais - TCEMG -, em relação às explicações prestadas esta semana ao órgão. O procurador disse que o prazo de validade do certame não está em curso e só voltará a essa condição a partir do momento em que o mesmo for homologado. Sobre cargos previstos para o Pronto Socorro, garantiu que não haverá prejuízos aos que conseguiram aprovação.

A respeito da possibilidade de alteração no número de vagas destinadas a alguns setores, Jardel também disse que é uma questão administrativa e que certamente a medida será adotada, em caso de necessidade e motivação. Ações referentes ao concurso ainda de 2011 também foram apontadas entre as dificuldades para sanar o problema do certame de 2016. “O que a gente pede é um pouco de paciência”, encerrou.

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd