Sábado, 21 Outubro 2017

Oposição tenta atropelar rito para leitura de denúncia contra prefeito e reunião vira bate-boca

Publicado em Política Segunda, 05 Junho 2017 09:51
Avalie este item
(0 votos)

 

 

 

A entrada de um pedido de cassação do prefeito Neider Moreira, protocolada na Câmara pelos irmãos Marcos e Marcelo de Oliveira, gerou um bate-boca entre o presidente da mesa diretora, Márcio Gonçalves “Hakuna” e o vereador Alexandre Campos, oposicionista ao governo.

O parlamentar insistiu que a denúncia, acompanhada de pedido de abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI – para apuração de uma poda de árvore pela administração municipal há cerca de 15 dias, fosse lido em plenário, segundo ele com base no Regimento Interno.  Porém, o dirigente da Casa, acatando uma orientação da Procuradoria, optou por não ler o requerimento. 

Alexandre, que está no primeiro mandato, endureceu o discurso e disse que o plenário é soberano e que o Regimento Interno é claro em relação a isso. O vereador foi apoiado por Antônio de Miranda Silva, o Toinzinho, que também se manifestou, exigindo a leitura. Marcinho, por sua vez, consultou novamente o procurador, Helimar Parreiras, que afirmou que os proponentes não cumpriram todos os requisitos legais. Diante da insistência do peemedebista, Hakuna foi enfático. “Confio na Procuradoria e a questão já está esclarecida. Tenho o hábito de passar os pedidos para análise do setor para garantir a legitimidade. Ele  não está aqui à toa não”, frisou. 

O presidente frisou ainda que  mesmo os vereadores não concordando,  as matérias dúbias serão avaliadas sempre pelo Jurídico. “A gente não pode banalizar as coisas. As denúncias que chegam merecem nossa atenção. E é por sermos responsáveis que não tomamos nenhuma medida precipitada”, explicou.  Durante a participação na Tribuna Livre, Marcelo Oliveira, autor do pedido,  apresentou documento que pede a abertura de CPI para apurar se houve ou não uso da máquina pública, no caso envolvendo a poda de um pé de manga, na rua Padre Antônio.

 

 

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd