Segunda, 23 Abril 2018

Documentos para credenciamento da unidade em Itaúna nas mãos do Estado

Publicado em Saúde Segunda, 18 Dezembro 2017 09:14
Avalie este item
(0 votos)

Após adequações exigidas pelo Ministério da Saúde, o processo para credenciamento do Centro de Oncologia de Itaúna foi aprovado e encaminhado novamente para Brasília, em setembro. No entanto, de acordo com informações do Hospital Manoel Gonçalves, a documentação, enviada por meio físico, foi devolvida ao Estado, com a justificativa de que a partir de agora o governo federal só aceitará arquivos por meio eletrônico. Ainda de acordo com a Casa de Caridade, a situação está sendo acompanhada de perto e a instituição aguarda o retorno do governo de Minas em relação ao caso. 

A instalação do serviço é muito aguardada por pacientes da cidade em tratamento de câncer, pois, vai evitar os deslocamentos até Divinópolis ou Belo Horizonte para sessões de quimioterapia e radioterapia. A construção do Centro de Oncologia foi iniciada em 2013, nas dependências do Hospital Manoel Gonçalves. A obra foi viabilizada pela parceria entre a Casa de Caridade e o governo de Minas Gerais, sendo orçada em mais de R$ 1,2 milhão. Do montante, R$ 900 mil vieram do Estado. A implantação tem ainda o apoio da Associação de Voluntários no Apoio ao Combate ao Câncer em Itaúna – Avacci. 

Inicialmente, a unidade oferecerá apenas a quimioterapia. A Avacci realizou diversas campanhas voltadas à arrecadação de fundos para aquisição dos equipamentos e mobiliário. Falta apenas o credenciamento junto ao Ministério da Saúde para que o serviço comece a funcionar.  O governo de Minas Gerais já estabeleceu o teto para os repasses mensais, visto que a habilitação, com base na população que será atendida, está garantida, já que, no caso do Centro-Oeste, mais de 1,3 milhão de habitantes dependem de Divinópolis. A norma estabelece uma unidade a cada 500 mil pessoas.

 

Deixe um comentário

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd