Sábado, 21 Outubro 2017

 

Na quarta-feira, 11, a 5ª Companhia de Polícia Militar Independente de Itaúna intensificou as operações na cidade, em parceria com o efetivo de Divinópolis. O trabalho contou com suporte de 23 integrantes da corporação e seis viaturas, e teve como foco os locais de maior concentração da criminalidade, visando a verificação de denúncias oriundas do 181 e o aumento da segurança nas comunidades. A ação teve como saldo o cumprimento de três mandados de busca e apreensão; duas pessoas presas e um menor apreendido; além da apreensão de 47 pedras de crack; dois celulares e R$ 139 em dinheiro; 13 munições calibre 38 e um coldre; e quatro tarrafas. 

 

 

 

A negociação de um celular com homem desconhecido terminou em prejuízo para uma moradora do Morada Nova, nesta semana. A mulher colocou à venda, em grupo do Facebook, o smartphone Samsung Galaxy S5, oferecido na rede social por R$ 600, e conseguiu encontrar um interessado. No entanto, as seis notas de R$ 100 repassadas pelo comprador eram falsas, o que a vendedora percebeu somente algum tempo depois que o golpista saiu da casa dela. As cédulas tinham a mesma numeração: "AA014446121". Acionada na madrugada de quarta-feira, 11, a Polícia Militar esteve no endereço onde foi efetivado o negócio e registrou ocorrência. Mas, apesar do rastreamento, a equipe não conseguiu localizar o elemento. A corporação recomenda à população de Itaúna que tenha cautela nas transações comerciais. 

 

 

 

Mutuários de Itaúna em dívida com imóveis adquiridos pela Companhia de Habitação de Minas Gerais – Cohab - terão facilidades para regularização. A empresa anunciou programa que vai permitir negociações por aqueles que ainda possuem débitos de financiamento. O projeto “Cohab Mais Perto”, inédito na cidade, foi viabilizado em parceria com a Prefeitura. 

 “Serão acompanhadas situações de inadimplência; regularização fundiária; emissão de escrituras e outros temas de interesse dos moradores. Com isso, temos o objetivo de garantir a titulação de seus ocupantes, de modo a garantir o direito social à moradia”, comentou o presidente da companhia, Alessandro Marques. A medida vale para os bairros Jadir Marinho, São Geraldo e Itaunense. 

O programa Cohab Mais Perto será lançado no auditório do Centro de Desenvolvimento Econômico de Itaúna – CDE -, no dia 30 de outubro, às 18h30. O encontro será aberto à participação da população, que poderá esclarecer dúvidas e receber mais informações sobre os projetos habitacionais previstos para Itaúna. 

 

 

A 12ª edição da Semana Nacional da Conciliação, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ - será realizada em todo o país, entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro. Nesse período, os tribunais reúnem processos judiciais que tenham possibilidade de acordo para serem apresentados em audiências, a fim de que as partes possam negociar diretamente entre si e solucionar o caso.

Para participar do mutirão é necessário preencher o formulário eletrônico, que está  disponível em www8.tjmg.jus.br. Quando o processo está na primeira instância, ele tramita no Fórum da Comarca em que foi ajuizada a ação, até o juiz proferir a sentença. Até 28 de setembro, já havia 8.460 reuniões agendadas, nas varas da Justiça comum, nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania – Cejucs - e nos Juizados Especiais de Belo Horizonte e do interior.

A conciliação é uma forma pacífica de resolver conflitos por meio do diálogo e pode ser realizada também antes que a contenda resulte em um processo ou mesmo durante uma ação judicial.  A alternativa pode ser solicitada por qualquer uma das partes que demonstrar a vontade de resolver a pendência. Desse modo, é marcada uma audiência para que as pessoas envolvidas compareçam, perante o conciliador ou o juiz, a fim de buscar um acordo. A medida é apontada como uma forma barata, rápida e pacífica de solucionar diversas causas, como negociação de dívidas, problemas com contratos, prestações de serviços, entre outras questões. 

 

 

 

 

Quatro pessoas foram detidas na segunda-feira, 09, suspeitas de associação criminosa. Os elementos são acusados de envolvimento em um esquema de receptação e venda de materiais furtados. A Polícia Civil de Itaúna identificou os indivíduos, ao longo de investigações sobre roubo em um estabelecimento comercial da cidade. E, em seguida, deflagrou a operação para localizar e prender os acusados. 

De acordo com o delegado Diego Almeida Lopes Mendonça, as apurações tiveram início há cerca de duas semanas, após denúncias do proprietário da loja.  O primeiro a ser preso foi Plínio Marcus da Silva Andrade, de 39 anos. 

“Ele subia em um imóvel ao lado e literalmente pescava pneus. Na noite em que foi flagrado, o dono já estava à espera e acionou a Polícia Militar. Na Delegacia, Plínio confessou os furtos em outras ocasiões e disse que os itens eram passados para um traficante, em troca de drogas. Com isso, iniciamos o trabalho para prender o segundo suspeito, que nos levou a mais dois envolvidos”, explicou Diego. 

Ainda de acordo com o delegado, outro acusado é Josimar Santos Batista, 32. Para chegar até ele e prendê-lo, os investigadores acompanharam o processo de repasse do material furtado por Plínio. O dependente químico trocou dois pneus, que valem cerca de R$ 600, por duas pedras de crack, que custam cada uma aproximadamente R$ 5. “Plínio praticava os crimes a mando de Josimar, conhecido como o Maroca, que por sua vez revendia a mercadoria para um comerciante de Carmo do Cajuru”, relatou Diego. Josimar foi preso em casa, também em flagrante delito, por tráfico de entorpecentes. 

Ele confirmou ter vendido grande parte dos produtos ao empresário Vander Nogueira dos Santos, 49, proprietário de uma borracharia em Carmo do Cajuru. A equipe policial fez diligências na cidade vizinha e encontrou 15 pneus subtraídos em Itaúna e outros 15 novos, dos quais não tinham notas fiscais.  

Em prosseguimento às investigações, ainda foi localizado Antônio Rabelo, 40, em cuja residência a Polícia Civil encontrou outros quatro pneus, também revendidos por Josimar. Já durante as buscas na casa da mãe de “Maroca”, os agentes encontraram, no automóvel da irmã do investigado, mais quatro, roubados em Itaúna, identificando ainda, que o carro era utilizado por Josimar. 

Conforme informações levantadas pela Polícia Civil, “Maroca” possui passagens por tráfico, homicídio e uso de documento falso. Plínio, por sua vez, já tem registros por roubo; e Antônio Rabelo de Morais, 40, por dirigir veículo automotor sem permissão. Vander é conhecido no meio policial pela prática de lesão corporal.

Plínio foi preso em flagrante delito por furto qualificado pelo rompimento de obstáculo e destreza; Josimar por tráfico de drogas e receptação, sendo esse último crime imputado também a Antônio e Vander. Antônio pagou fiança de R$ 1 mil, sendo liberado. Vander poderá responder pela modalidade qualificada da prática do crime em atividade comercial. Além disso, todos eles também serão processados por associação criminosa. Ao fim da operação a Polícia Civil conseguiu devolver 21 pneus para o comerciante de Itaúna. 

 

 

 

 

Os problemas causados por rachaduras no asfalto são recorrentes em toda a cidade, entretanto, no Centro, a situação parece estar pior e também castiga os pedestres. Caso de uma das faixas para travessia na Praça da Matriz, onde a sinalização fica em um trecho desnivelado e cheio de buracos.

Os transeuntes ainda precisam de redobrar a atenção ao andar pelas calçadas da região central. Grande parte dos passeios também está bastante danificada e alguns vãos podem fazer com que as pessoas prendam o pé, provocando quedas ou lesões mais graves.

 

 

 

Os principais pontos de ônibus do Centro estão localizados na Praça da Matriz e na rua Silva Jardim. Apesar da proximidade entre eles, muitos que utilizam transporte coletivo não estão satisfeitos com essa disposição. Várias pessoas ouvidas pela reportagem nesta semana sugeriram a criação de um terminal, concentrando o embarque e desembarque para todos os itinerários.

“Eu acho esses pontos horríveis. O ideal seria que tivéssemos um local na praça para aguardar todas as linhas. Ali na Silva Jardim alguém ainda vai acabar atropelado. Tem também aquele calçamento esquisito, onde é fácil as pessoas se machucarem. A situação das paradas dos ônibus aqui na área central é ridícula. É uma covardia ainda maior com a população idosa. No início do mês, principalmente, inúmeros aposentados precisam se deslocar para receber os benefícios, e têm que descer longe dos bancos”, comentou a usuária do serviço, Elaine Alves.

 

 

 

O fato de Itaúna ser cortada pela linha férrea é motivo de transtornos, principalmente nas travessias que ficam na área central da cidade. Acidentes são registrados com certa freqüência. Além disso, a passagem do trem nessa região deixa o trânsito ainda mais complicado e afeta a rotina de muitas pessoas, que chegam atrasadas ao trabalho e à escola, ou perdem ônibus enquanto aguardam para atravessar os trilhos. Atualmente, os comboios chegam a passar até quatro vezes no período da manhã, em alguns dias. E, neste ano, houve pelo menos quatro ocasiões em que a locomotiva ficou parada por mais de 30 minutos, impedindo a circulação de pedestres e motoristas. 

Promessa antiga e feita durante a campanha de Eugênio Pinto pelo primeiro mandato na Prefeitura, a transposição da linha férrea não “vingou”. E tornou o ex-prefeito o principal alvo de uma investigação da Polícia Federal sobre desvios de recursos destinados pela União à obra. Em 2013, a instituição denunciou um esquema de fraude em licitações direcionadas à realização do empreendimento em Itaúna. O golpe pode ter resultado num rombo de quase R$ 2,4 milhões. Ao todo, 73 pessoas foram ouvidas e 33 delas indiciadas. Entre os denunciados, secretários municipais e servidores ocupantes de outros cargos de menor escalão, à época, empresários e funcionários do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, além de Eugênio.

A Polícia Federal gastou três anos de apurações e as conclusões estão num relatório de cerca sete mil páginas. A investigação foi deflagrada em 2010 e confirmou irregularidades praticadas pela administração petista ao contratar empresa para elaboração do projeto de remoção dos trilhos. Ao constatar as acusações, o delegado Benício Cabral, entregou o inquérito ao Ministério Público Federal. O ex-chefe do Executivo foi acusado de seis crimes, entre os quais, autorizar dispensa de licitação para contratação de consultoria, prorrogar e alterar contratos de maneira ilegal e prestar contas com atraso ou com informações insuficientes à Controladoria Geral da União – CGU.

 

 

 

De acordo com os últimos dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE –, Itaúna possui hoje um carro para cada três habitantes. Com base em informações do Departamento Nacional de Trânsito – Denatran, a reportagem apurou que nos últimos sete anos, a cidade contabilizou uma média de 1.100 automóveis adquiridos a cada 12 meses. Em 2016, o município já registrava 30.012 carros e uma frota total, que inclui motos, motonetas, caminhões e ônibus, entre outros, de 54.062. Itaúna é a 29ª cidade de Minas Gerais em quantidade de veículos e a 281ª do Brasil.

Esse aumento gerou mudanças no trânsito, causando congestionamentos, especialmente nos horários de pico, quando as pessoas estão saindo do trabalho. Uma das regiões mais afetadas é a central, onde estão concentrados Prefeitura, Delegacia de Polícia Civil, Fórum, Correios, as agências bancárias e os estabelecimentos comerciais.  

A principal dificuldade de quem vai ao Centro hoje, de carro, é encontrar local para parar. Mesmo com muitos estacionamentos particulares na região, há horários em esses também não conseguem atender devido ao esgotamento das vagas. Uma alternativa para facilitar a vida dos motoristas seria o Rotativo, medida que poderá ser adotada pela Prefeitura a partir da municipalização do trânsito, já em trâmite. A implantação do sistema evitaria situações como as registradas atualmente, em que vários veículos permanecem estacionados o dia todo na Praça da Matriz, reduzindo a quantidade de pessoas beneficiadas com os espaços públicos para acesso ao comércio e serviços. 

 

 

 

 

A categoria Sub-9 do Tropical Tênis Clube conquistou o terceiro lugar do Campeonato Estadual de Futsal 2017. A competição contou com equipes de várias cidades de Minas Gerais. O time itaunense chegou à fase final do torneio, realizada no formato quadrangular, em Belo Horizonte, no último fim de semana. Além da medalha de bronze, o Tropical ainda teve o atleta Arthur Regis Silva Santos como artilheiro da competição. 

 

 

 

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd