Sábado, 21 Abril 2018

Termina em 09 de maio o prazo para tirar o título, transferir o domicílio eleitoral, solicitar transferência para uma seção de fácil acesso e regularizar a situação. Essa é a data-limite também para as pessoas que quiserem fazer o recadastramento biométrico para votar de modo ainda mais seguro – apesar de o procedimento ainda não ser obrigatório na maioria das cidades mineiras. 

Eleitores que ficaram três vezes sem comparecer às urnas, sem justificativa, também devem se apressar. Os serviços são prestados somente na zona em que a pessoa está cadastrada. Ou seja, quem vota em Itaúna, não pode ser atendido em Divinópolis ou Belo Horizonte. 

Os brasileiros que já têm 16 anos, ou que irão completar até a data do primeiro turno (07 de outubro), podem tirar o documento. Aqueles que já chegaram à maioridade devem procurar um Cartório Eleitoral e solicitar o título. Para o requerimento, é necessário apresentar documento de identidade, comprovante de endereço recente e quitação do serviço militar (para os homens, com idade acima de 18).  

 

O presidente da Câmara, Márcio Gonçalves “Hakuna”, determinou à Procuradoria da Casa que estude a criação de mecanismos para avaliação e revisão da base de cálculo da tarifa cobrada pela coleta e destinação dos resíduos sólidos em Itaúna. O parlamentar afirmou que pretende instituir uma força de trabalho apartidária, a partir de uma comissão formada por representantes da classe política, entidades religiosas, comunidade estudantil, enfim, o poder público e membros da sociedade civil organizada, para a reavaliação das contas sobre o tributo. 

"Estamos abertos a sugerir a correção de eventuais distorções. O Legislativo entende que ao fazer isso, estará atuando de forma prática e objetiva para promover uma cobrança de forma justa”, disse “Hakuna”, ao defender a proposta. 

O departamento Jurídico já deu início aos estudos e a expectativa é que apresente relatório em breve. “Estamos avaliando qual será a melhor forma e qual mecanismo criar. Tudo feito dentro da lei e sem brechas para questionamentos futuros. Assim que o projeto estiver pronto, daremos início imediato à tramitação e divulgaremos o cronograma de ações”, explica o presidente. 

Criada em 2015, pelo então prefeito Osmando Pereira da Silva, a famigerada “Taxa do Lixo” causou muita polêmica desde que foi instituída. De acordo com o projeto original, a cobrança deve recair sobre todos os imóveis residenciais, industriais e comerciais, conforme a área construída. 

 

Em maio 2016, foram reforçadas, junto ao Ministério Público, reclamações feitas por pessoas revoltadas com os valores e serviços prestados pelos centros de formação de condutores na cidade. As manifestações já haviam sido encaminhadas ao antigo titular da Promotoria de Defesa do Consumidor, Enéias Xavier Gomes. Com a transferência dele, os procedimentos investigativos ficaram parados e o Procon Municipal fez uma nova representação, conforme publicado pelo JORNAL S´PASSO à época, pedindo a intervenção da promotora Ana Tereza Salles Giacominni, em relação às denúncias de possível formação de cartel. 

Apesar de todas as queixas e relatos, só foi instaurado inquérito civil no dia 27 de março de 2017, de acordo com informações fornecidas pelo promotor de Justiça Weber Augusto Rabelo Vasconcelos. O Ministério Público de Minas Gerais – MPMG – disse, em nota encaminhada à reportagem, que a medida visa apuração do crime de lesão à coletividade de consumidores, em razão da combinação de preços abusivos pelos empresários do segmento. O MPMG informou ainda que estão sendo investigadas as autoescolas Avenida, Central, Elisamar, Garcias e São Judas Tadeu.

Essas empresas passaram a chamar mais atenção para as atividades que desempenham depois que se uniram e criaram um único centro de formação de condutores. Com essa nova modalidade, a primeira etapa para conseguir a Carteira Nacional de Habilitação – CNH –, parte teórica, onde são ministradas as aulas de legislação e treinamento em simulador, foi direcionada para um só local, enquanto as demais passaram a oferecer somente o pacote de aulas práticas. 

Quando anunciada na mídia local, a junção foi  defendida como benefício para o consumidor, com o argumento de que com uma unidade central, especializada em legislação, seria possível oferecer um conteúdo mais aprofundado e um quadro maior de horários para os alunos. Além disso, ajudaria as autoescolas que não conseguiram adquirir o equipamento para ofertar o curso com simulador, obrigatório. Entretanto, com esse vínculo, os pacotes subiram quase 50%. O valor cobrado nas empresas investigadas pelo MPMG são praticamente os mesmos. Sem concorrência, quem precisa tirar a CNH não tem outra opção, a não ser aceitar o valor imposto.   

 

 

Valores em Itaúna 

 

A reportagem do JORNAL S’PASSO entrou em contato com todas as autoescolas apontadas pelo MPMG como investigadas, para saber qual é o valor necessário para tirar a CNH tipo B, para conduzir carros. Todas confirmaram que a primeira fase, legislação, é oferecida somente na Elisamar. As empresas trabalham com o pagamento parcelado no cartão de crédito, em que a diferença entre elas é de R$ 5 a R$ 15, e com o pagamento à vista, no qual são oferecidos descontos que variam entre R$ 45 e R$ 200.

Na autoescola Avenida, a segunda etapa do processo para conseguir a CNH sai por R$ 1.330, dividido no cartão, ou R$ 1.197, à vista. Na Central, a primeira opção é R$1.325, ou R$1.240. Nessa última, a atendente disse que está em andamento uma promoção por tempo ainda indeterminado, na qual o inscrito ganha a legislação na Elisamar, no valor de R$ 350. Contudo, em contato com a Elisamar, a reportagem obteve a informação de que o pacote das aulas teóricas custa R$ 1.080, parcelado, ou R$ 972. O aluno ainda precisa pagar uma taxa de inscrição, no valor de R$ 90. Na Garcias, todos os procedimentos saem a R$ 1.315, divididos, ou R$1.140. Na São Judas Tadeu o valor em parcelas é o mesmo e à vista custa R$ 1.185.

É importante ressaltar que os “combos” não incluem o valor dos exames psicológico e de aptidão física e mental, que custam cerca de R$ 340. Ou seja, quem quiser tirar uma CNH, para automóvel, em Itaúna terá que desembolsar uma média de R$ 2.830. 

 

Comparativo com outras cidades

 

O JORNAL S’PASSO também procurou centros de formação de condutores de Mateus Leme, Pará de Minas e Divinópolis, para saber quanto custa o serviço nas cidades vizinhas. Em Divinópolis, os exames psicológicos e de aptidão física e mental custam R$ 340 e todo o processo tem o valor final de R$ 1.150. Lá, conseguir a habilitação custa menos do que a metade do valor cobrado em Itaúna e em algumas empresas é possível conseguir um desconto de até R$ 500. 

Em Pará de Minas, todos os procedimentos, incluindo os exames clínicos, saem a R$ 2.534, mas com descontos, podem custar R$ 2.190. Em Mateus Leme, o valor é de R$ 1.700, a prazo, e R$ 1.600 à vista, mais R$ R$ 405,20 para os testes. Nas três cidades o aluno pode conseguir dedução ainda maior, já que algumas empresas cobrem a oferta dos concorrentes. 

Embora os preços nas cidades vizinhas sejam bem mais atrativos, a legislação federal de trânsito determina que a Carteira Nacional de Habilitação precisa ser tirada onde o aluno reside, exceto nos casos em que ele trabalhe em outro município e consiga provar. 

Denatran passa a exigir curso teórico para renovação da CNH

 

De acordo com nova resolução do Departamento Nacional de Trânsito – Denatran -, daqui a 90 dias, quando começa a valer a medida, os motoristas que forem renovar a Carteira Nacional de Habilitação – CNH - terão que passar por curso teórico de dez horas/aula. A nova exigência se soma aos exames médicos já exigidos para manter o documento.

O texto da Resolução 726/18 foi publicado em 08 de março no Diário Oficial da União – DOU - e teve anexos veiculados pelo Denatran nesta quarta-feira, 14. Segundo o órgão, o texto “regulamenta o processo de formação e habilitação de condutores de veículos automotores e elétricos, a realização dos testes, os cursos de formação, atualização, aperfeiçoamento, especializados, preventivo e de reciclagem, a expedição de documentos de habilitação e dá outras providências”. 

 

A violência nas grandes cidades é o pano de fundo do espetáculo “Soldados!”, em cartaz neste sábado, 17, no Teatro Sílvio de Mattos. A peça, que será reapresentada pela Itinerante Companhia, conta a história de quatro homens que, por ordem do imperador, partem para a cidade de Arredores, com a missão de retomar as terras que pertencem ao reino. Em meio ao trabalho, um deles se apaixona por Maria, vendedora de armas do lado adversário. E, a partir daí, tem que decidir se assume o romance ou luta pelo objetivo para o qual foi convocado. 

O espetáculo é um dos grandes sucessos da trajetória do grupo, que chega, em 2018, ao 12º ano de atividades, sob a direção do ator e professor Léo Souza. Além de assinar a produção, ele também está no elenco, ao lado de Aline Almeida, Beto Vinícius, Pedro Zurc, Greici Souza, Gustavo Lopes, Jardel Elói, João Silva, Vitória Santos e Lucas Vieira.  A sessão, única, começa às 20 horas.

Infantil 

Com a proposta de promover uma verdadeira viagem no tempo, incentivando o público a exercitar a imaginação, a Itinerante volta ao palco, amanhã, 18, às 18 horas, com “Maltrapos e Farrapos”. A montagem mostra uma divertida guerra travada por quatro soldadinhos de chumbo, que aprontam muitas confusões. 

O espetáculo resgata brincadeiras de infância, comuns em diferentes faixas etárias, desenvolvendo a criatividade e o conhecimento, a partir de jogos e músicas de várias épocas. 

 

Ingressos

 

Os ingressos poderão ser adquiridos na hora, na bilheteria do Teatro Sílvio de Mattos.  Para assistir “Soldados”, o preço é R$ 12, e no caso de “Maltrapos e Farrapos”, R$ 20. A meia-entrada é garantida ao todos os que se enquadram na lei para a concessão do benefício, como estudantes e idosos, mediante identificação. 

 

Considerado um dos maiores humoristas do Brasil na atualidade, Igor Guimarães é uma das atrações do Festival de Comédia de Itaúna. O artista ficou nacionalmente conhecido por interpretar o Boneco Josias e o Índio Ana Jones, no quadro Master Trash, do “Pânico”, veiculado pela Band. E, na quinta-feira, 22, às 20h30, ele estará no Teatro Sílvio de Mattos, com espetáculo no estilo stand up, para contar, de uma maneira muito peculiar, casos engraçados do cotidiano.

Igor Guimarães sobe ao palco acompanhado por Eduardo Castilho, de São Paulo e também muito conhecido por participações em programas de televisão. Os dois serão recebidos pelos divinopolitanos Paulo Araújo e Diego Matias, da Companhia Tumate Cru e responsáveis por uma das mais acessadas páginas de humor de Minas Gerais.

Os ingressos antecipados podem ser adquiridos pela internet, em https://www.sympla.com.br/igor-guimaraes-boneco-josias-em-itauna__246098 por R$ 20 (primeiro lote, promocional, já com a taxa de conveniência). A classificação é 14 anos.

 

Criado há 57 anos, com a proposta de manter vivas as raízes culturais do Brasil, o Grupo Aruanda é uma instituição que alcança cada vez mais pessoas, despertando o interesse e a admiração pelas manifestações populares. A trupe divulga o folclore, levando essa riqueza a todo o país e até ao exterior, em forma de espetáculo. E estará em Itaúna, para apresentação na sexta-feira, 23, no Teatro Sílvio de Mattos.

A produção "Danças Brasileiras" leva ao palco as influências e características de cada região, com figurinos e adereços típicos. A peça começa no Caiapó, passa pelo Bailado Gaúcho, Catira, Carimbó, Xote, e termina com uma das mais importantes manifestações da cultura mineira, a Festa de Nossa Senhora do Rosário.

A sessão, única, terá início às 19 horas. Os convites podem ser retirados gratuitamente, na bilheteria.  Mais informações pelo telefone 3243-6395 ou 3243-6425.

 

Os religiosos já estão mobilizados para a Semana Santa, período que simboliza o sofrimento de Jesus em direção ao Calvário, onde, conforme os registros bíblicos, ele foi crucificado. A comunidade católica de Itaúna dará início aos ritos, com o Setenário das Dores de Nossa Senhora, que inclui recitação do terço, até 24 de março, seguida de missa, sempre a partir das 19h. Na Paróquia de Sant´Ana, a principal da cidade, a celebração eucarística de amanhã, 18, está marcada para 19h30. 

A Semana Santa começa no Domingo de Ramos, dia 25, quando, tradicionalmente, é realizada a procissão. Os devotos sairão da Vila Vicentina, na rua Mirócles Carvalho, 286, em direção à Capela de Nossa Senhora das Graças, onde participarão da liturgia. A benção será às 10h, na Igreja Matriz. Às 17h, os fieis se reunirão para outro cortejo, da Praça da Estação até à Praça Doutor Augusto Gonçalves. 

A programação segue, com a Procissão do Depósito, respectivamente, rumo à Gruta, no Lourdes, na segunda-feira, e à Capela de Nossa Senhora das Graças, na terça, data também da sagrada unção dos enfermos, às 15h.  

Na quinta-feira, Missa da Crisma, com a participação dos padres de toda a Diocese de Divinópolis, na Catedral do Divino Espírito Santo, às 19h. Mais tarde, após a cerimônia de lava-pés, os devotos se unem em vigília, até meia-noite. 

No feriado da Sexta-Feira Santa, caminhada penitencial até à Igreja do Rosário, às 09h. Á tarde, via sacra da Capela Imaculada Conceição até à Matriz, com representações durante o percurso, que terá início às 13h30. A tradicional encenação da Paixão de Cristo promete, mais uma vez, emocionar o público, no feriado da Sexta-Feira Santa, a partir das 19h30, na Praça Doutor Augusto Gonçalves. Após, procissão do enterro. 

Para o Sábado de Aleluia são reservadas a vigília e Benção do Fogo, a partir das 19h30. E, para comemorar a ressurreição, no Domingo de Páscoa, haverá  haverá missas em diferentes horários: às 06h, na Igreja Matriz de Sant´Ana;  às 09h, na Capela de Nossa Senhora das Graças; às 10h e 19h, novamente na Matriz.

 

Três rapazes foram detidos na noite de terça-feira, 06, depois de roubar sanduíches, uma máquina de cartão e um refrigerante do entregador, na rua Maria da Penha Silveira, no Morada Nova. Os jovens, um deles menor, de 17 anos, fizeram o pedido e, de posse de arma de fogo, abordaram o motoqueiro, fugindo com os produtos para uma casa na “Hilda Veloso Coutinho”. 

Acionada, a Polícia Militar iniciou o rastreamento e flagrou o trio no imóvel. A guarnição encontrou, no banheiro, uma caixa de isopor com um dos lanches. Em outros cômodos, as embalagens usadas pelo estabelecimento vitimado pelo golpe, uma bucha de maconha, cocaína e o celular utilizado na ação. A PM localizou também o aparelho para pagamentos, que o adolescente contou ter jogado em via pública. Fato semelhante foi registrado no mesmo bairro, ano passado. 

 

A Polícia Militar prendeu quatro pessoas na manhã de quinta-feira, 08, pelos crimes de furto e receptação. As diligências começaram após a corporação receber informações sobre um homem, que estava escondido com alguns materiais, em uma casa na Vila Nazaré. A guarnição localizou o indivíduo, de 35 anos, que, abordado, confessou ter roubado os objetos na segunda-feira, 05. Parte dos itens havia sido vendida para três pessoas, conforme o relato do elemento. A PM encontrou também os receptadores, que confirmaram a aquisição dos produtos.

A partir de 1º de setembro, as placas de veículos brasileiros começarão a ser substituídas por um novo modelo que segue o padrão estabelecido pelo Mercosul. Aprovada pelo Conselho Nacional de Trânsito – Contran -, a mudança deverá ser efetivada até 31 de dezembro de 2023, quando toda a frota de veículos nacionais deverá estar rodando com a nova identificação. O valor a ser cobrado ainda não está definido.

Segundo resolução nº 729, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 08, a medida se aplica também aos reboques, semirreboques, motocicletas, triciclos, motonetas, ciclo elétricos, quadriciclos, ciclomotores, tratores e guindastes Eles serão identificados por uma única placa, na parte traseira.

Retrorrefletivas, as novas peças terão fundo branco com margem superior azul e as imagens da bandeira brasileira e o símbolo do Mercosul, mantendo os atuais sete caracteres alfanuméricos. Na parte frontal, a película protetora deverá conter as palavras Mercorsur Brasil Mercosul estampadas, além de código de barras bidimensionais dinâmicos (Quick Response Code - QRCode), contendo números de série e acesso às informações do banco de dados do fabricante.

 

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd