Quinta, 19 Julho 2018

A Secretaria de Estado da Fazenda divulgou nesta semana a tabela e a escala de pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores – IPVA -, para o próximo ano. Em 2015 o  tributo terá redução média de 3,7% para os mineiros em comparação com o valor que foi cobrado neste ano. O contribuinte que decidir quitar o imposto à vista já pode fazer o pagamento do total com 3% de desconto. 

De acordo com o cronograma da SEF, a escala de pagamento para aqueles que optarem por parcelar começa no dia 19 de janeiro de 2015, contemplando veículos com placas de final 1. Já o contribuinte que decidir quitar o imposto à vista antes desse prazo terá 3% de desconto. O pagamento poderá ser feito diretamente nos terminais de autoatendimento ou guichês dos bancos autorizados. Para isso, basta informar o número do Renavam do veículo.

 

A Escola Municipal Dr. Lincoln Nogueira Machado está passando por pequenas adaptações para atender à ampliação do Tempo Integral. Duas salas e a biblioteca foram divididas para aumentar o número de salas.  O programa é uma iniciativa do governo federal, por meio do “Mais Educação”, que é o aumento da jornada escolar das redes públicas de ensino municipal e estadual. Além do ensino regular, os alunos passam mais tempo nas instituições de ensino para participarem de outras atividades que englobam acompanhamento pedagógico, educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica.

 

Casa de apoio mantida pela Paróquia de Sant´Ana para oferecer alimentação e banho é classificada de chamativo para andarilhos

Que a grande quantidade de moradores de rua na cidade é problema antigo e sério de Itaúna ninguém discorda. E para colocar a questão em debate, a Prefeitura reuniu departamentos da Secretaria de Assistência Social e  representantes  de entidades que desenvolvem atividades direcionadas a eles.  Mas, a administração não apresentou propostas concretas para tentar resolver a situação. Em vez disso, culpou os grupos que desenvolvem ações de caridade em benefício dos mendigos pela permanência dos mesmos na cidade. A visão dos órgãos que deveriam ser responsáveis por realizar trabalhos voltados a essa parcela da população ficou evidente também em comunicado oficial sobre o encontro encaminhado à imprensa. 

Os trabalhos sociais foram classificados pela administração como “chamativo para andarilhos” sob a justificativa de que Itaúna é considerada por eles como um bom lugar para ficar, uma vez que na cidade há local que serve alimentação e oferece condições para que tomem banhos diários. A afirmação é referente à Casa de Apoio ao Irmão de Rua Santana, criada em 2013 pela paróquia central e mantida por meio de doações. 

 

Em resposta, o pároco, padre Francisco Cota, o principal responsável pela iniciativa, afirmou que quem tem fome vai continuar tendo acesso à comida no local e ainda que a intenção é arranjar condições para também abrigar os andarilhos. “Não vamos impor condições para alimentar ninguém. Nós damos condições para essas pessoas, oferecemos café, banho e refeição, só não damos abrigo porque não temos infraestrutura, mas pretendemos caminhar para isso. Eu acho que temos que olhar muito a questão social, nós estamos numa situação de direitos humanos degradantes. Essas pessoas estão assim porque perderam qualquer perspectiva de viver com dignidade, mesmo que você mostre para elas que vai tratá-las da dependência das drogas, conseguir um emprego, uma pessoa só se constrói de dentro para fora, não de fora para dentro. A sociedade constrói o mendigo, mas a sociedade não quer sentir o cheiro do mendigo”, frisou.  

 

Médicos repassaram orientações recebidas durante treinamento em Belo Horizonte para possíveis casos da doença na cidade

A Secretaria Municipal de Saúde realizou na quarta-feira, 03, capacitação sobre a febre Chikungunya para médicos e enfermeiros da Rede de Atenção Primária. O encontro reuniu profissionais dos setores de epidemiologia, zoonoses, saúde da família, dentre outros, totalizando cerca de 40 participantes. Foram repassadas orientações sobre o manejo da doença aos profissionais do município com o objetivo de preparar estes profissionais para lidar em eventuais situações da doença na cidade.

A Chikungunya é uma doença infecciosa febril que pode ser transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. Os sintomas são febre acima dos 39 graus com início repentino, dores intensas nas articulações de pés e mãos, dores de cabeça e musculares, manchas vermelhas na pele, dentre outros. O período de incubação é de dois a 12 dias e o  vírus pode afetar pessoas de qualquer sexo ou idade, mas os sinais tendem a ser mais intensos em idosos e crianças. Portadores de doenças crônicas têm mais chances de desenvolver formas graves da doença.    

 

Representando Itaúna na disputa do Campeonato Mineiro Petiz /Infantil de Verão de Natação, a equipe do Tropical Tênis Clube foi um dos destaques da competição. A disputa, realizada em novembro, no Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, reuniu atletas de diversas partes e a delegação itaunense conquistou nove medalhas no total, sendo duas de ouro, duas de prata e cinco de bronze. Com este resultado, o Tropical é campeão mineiro nos 50 metros livre feminino e 100 metros peito feminino, com a jovem Thaís Fernandes. Participaram da disputa Beatriz de Queiroz, Giovana Myhrra, João Eduardo Nogueira, João Pedro Moreira, Leonardo Fonseca, Maria Eduarda Nogueira, Matheus Santos, Thaís Fernanda e Vinícius Silva. A equipe é coordenada pelo técnico Carlos Geraldo.

 

O Flamengo Futebol Clube de Itaúna participou da Copa Dadazinho realizada em Belo Horizonte e disputada por 32 equipes de diversos estados e com participação de equipes profissionais como Palmeiras, de São Paulo Grêmio e Internacional, do Rio Grande do Sul; Vasco, do Rio Janeiro; Atlético e América, de Minas Gerais, entre outros. E, os resultados obtidos pelos atletas itaunenses foram significativos, sendo que o time Sub-14 obteve a classificação em primeiro lugar invicto da Chave D. 

Bem representado, o futebol de Itaúna ficou em destaque, com o Flamengo entre as oito melhores equipes da competição, saindo somente no mata a mata contra o América mineiro, no estádio Arena Gregório do Santa Cruz, em Contagem.  O time já está convidado para as fases estadual e internacional da Copa Dadazinho 2015. 

 

Que o trânsito de Itaúna é caótico, principalmente nas imediações da Praça Doutor Augusto Gonçalves e nas avenidas Jove Soares e Getúlio Vargas, não é nenhuma novidade. O tráfego cada vez mais intenso com o aumento expressivo da frota nos últimos anos é fonte de diversos transtornos provocados pelo grande fluxo nos principais corredores da cidade e também pela falta de vagas de estacionamento, outro problema agravado desde a suspensão dos serviços do Rotativo. 

Os reflexos negativos ficam ainda mais evidentes nesta época do ano, de preparativos para as festas e aumento do movimento no comércio, sendo a região central uma das áreas que mais sofre com essa realidade.  Motoristas enfrentam dificuldades para trafegar e estacionar os veículos, o que acaba prejudicando também os lojistas.  A empresária da área da saúde, Stella Lages Viana conta o que enfrenta todos os dias. “Está cada dia mais difícil o trânsito na cidade e, se é complicado dirigir, estacionar é ainda mais, são poucos locais e quando encontramos, o preço costuma ser alto”, explica. 

Outro fator que preocupa é a distração e o desrespeito dos motoristas “Vejo muita gente dirigindo e falando ao celular. Ninguém colabora, muitos não sinalizam, param em lugares proibidos, em filas duplas e não dão passagens aos motociclistas”, protesta o motoboy Warley Alves de Sousa. Nos horários de maior circulação de veículos a situação complica ainda mais e os motoristas precisam ter atenção e paciência. “Nos horários de pico a situação é terrível. Os órgãos competentes deviam ficar mais atentos e até multar mais os infratores. Talvez a proibição de veículos pesados no Centro em determinados horários ajudaria bastante”, completa Warley.  

 

Frota de quase 52 mil veículos 

 

Além do crescimento considerável da frota nos últimos anos, a falta de planejamento do trânsito, que é totalmente desordenado, contribui para o comprometimento da mobilidade urbana devido à grande quantidade de carros e motocicletas em circulação. Com menos de  90 mil habitantes, Itaúna tem hoje tem 51.125 veículos emplacados na cidade, conforme dados apurados junto ao Departamento Nacional de Trânsito – Denatran. Até novembro do ano passado o número de emplacamentos feitos na cidade era de 48.999 unidades, portanto, o crescimento foi de aproximadamente 4% em apenas 12 meses. Em maior número estão os automóveis, que são 28.294 e em seguida veem as motocicletas, em 11.366 placas. Caminhonetes, caminhões, motonetas, entre outros, correspondem ao restante da frota. 

 

Usuários do transporte público são obrigados a esperar ao relento, sob a chuva e o sol

Em Itaúna, usuários do transporte coletivo reclamam com frequência de que são desrespeitados diariamente pela concessionária do serviço, sem que quaisquer providências do poder público. Mas, com 2014 prestes a terminar, os abusos continuam a evidenciar que nenhuma medida foi tomada para obrigar a empresa a cumprir as obrigações contratuais que visam garantir dignidade e conforto aos passageiros e às quais deveria estar condicionada a concessão. Todos os dias centenas de trabalhadores, estudantes e aposentados dependem dos ônibus e enfrentam toda a sorte de dificuldades, intensificadas com o fim do ano, quando o movimento aumenta devido aos preparativos e compras para as festas e a espera nos pontos, que costuma ser longa, fica ainda pior por causa das chuvas, visto que praticamente não há abrigos. 

Na região Central, que concentra grande parte do movimento comercial, é difícil encontrar uma guarita, sendo que as poucas que existem são pequenas para atender à demanda na área que concentra o maior número de pessoas e estão em péssimas condições. “Está difícil, temos que ficar na chuva e no sol, tem pessoas com crianças pequenas ou até mesmo de colo que passam por isso. É uma falta de respeito enorme”, desabafa a operadora comercial Stefanie Caroline Gonçalves Pereira. A professora, Ângela Mariano, moradora do bairro Santanense, também reclama: “Sempre que vou ao Centro tenho que ficar esperando muito para voltar para casa. Os ônibus demoram e ainda tenho que ficar exposta ao tempo. Um absurdo”. 

Além de as guaritas serem insuficientes, as existentes permanecem em situação precária, às vezes até sem cobertura. Apesar do preço da tarifa, de R$ 2,40, e das cláusulas que impõem à concessionária  a obrigação de construir dez abrigos por ano, nada é feito para melhorar a qualidade do serviço. Mesmo depois de muitas cobranças e reclamações, os passageiros continuam obrigados a esperar pelos ônibus ao relento e sem nenhum conforto. Usuários reclamam também da altura dos veículos em relação ao tamanho das calçadas, dos atrasos constantes em todas as linhas, o que inclusive já foi alvo de reportagem do JORNAL S’PASSO, e, evidentemente, do preço da passagem, que conforme apurou a “CPI do Transporte Público”, não deveria custar mais que R$ 2,26. 

 

A Prefeitura, que deveria cobrar uma solução e exigir mudanças da empresa, fecha os olhos para a realidade. Apesar das constantes queixas da população, a atual administração recusa se mobilizar contra o problema e chegou a descartar o relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito que, instaurada pela Câmara, comprovou as irregularidades. Os documentos reunidos pela CPI foram anexados em processo movido pelo promotor Enéias Xavier Gomes, que questiona na Justiça a qualidade dos serviços prestados à população. 

 

CEEL consultoria inaugura nova sede

Sexta, 05 Dezembro 2014 21:00

Ao completar nesta sexta-feira, 05, nove anos de história no mercado itaunense, a CEEL Consultoria e Análises Ambientais comemorou também outra grande conquista: a inauguração da nova sede, que vai garantir à empresa mais condições para prestar o atendimento de excelência que sempre deu aos clientes. Para celebrar a novidade, a diretoria reuniu clientes e amigos em evento na noite de quinta-feira, 04, quando todos os convidados puderam conhecer as dependências do imóvel e comemorar junto aos proprietários e funcionários o início de uma temporada de mais sucesso para o empreendimento. 

A nova sede está localizada na rua Mateus Leme, 78, no Parque Jardim e tem uma área de 970 metros quadrados, o que torna a empresa uma das maiores consultorias em espaço físico no estado de Minas Gerais. A CEEL é especializada em análises físico-químicas e microbiológicas nas áreas de controle ambiental, incluindo exames de água potável, minerais, subterrâneas, efluentes industriais, classificação de resíduos sólidos, dentre outros.  O grupo elabora projetos de aterros industriais e sanitários e, considerado o maior  da área em Itaúna, está sempre em busca de novas tecnologias para ampliar ainda mais a atuação e oferta de serviços. 

“No início de 2015 vamos inaugurar o laboratório minerário. Também estamos buscando a certificação junto ao Ministério da Agricultura para que possamos fazer análises de alimentos”, adiantou o sócio da empresa, Jerre Cruz. Além de Minas Gerais, a CEEL atende nos estados da Bahia, Espírito Santo e Rio de Janeiro. O laboratório é registrado junto aos Conselhos Regionais de Química, Biologia e também ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA, sendo homologado pela norma ISO/IEC 17025 pela Rede Metrológica de Minas Gerais.

 

“A CEEL está se tornando uma das maiores empresas do setor de Minas Gerais e, com a mudança da sede podemos atender melhor e com mais qualidade nossos clientes. Em 2015, com o aumento da demanda de trabalho vamos aumentar nossa equipe. Atualmente são vinte funcionários e devemos dobrar esse número de profissionais” afirma Jerre Cruz."

“Este é um momento muito importante para nós. Foram nove anos de muito esforço e muito trabalho para chegar até aqui. Nossa sede própria sempre foi um sonho e é muito gratificante realizá-lo. Somos uma empresa que valoriza muito a questão ambiental”, destaca a sócio-proprietária, Eliana Rodrigues Chagas Barroso.

Será neste sábado, 06, às 20h30, no Teatro Sílvio de Mattos, a reapresentação do espetáculo “Romeu e Julieta”. A montagem uniu artistas de Itaúna, Pará de Minas e Itatiaiuçu em projeto da Associação Cultural Usina de Sonhos para comemorar os 450 anos do nascimento de William Shakespeare, que é considerado o maior nome da dramaturgia de todos os tempos. A história aborda a saga de dois jovens apaixonados impedidos de viver o romance devido a uma antiga rivalidade entre famílias.  

Na versão do diretor José Roberto Pereira, que também assina a adaptação, Verona, onde viviam os dois enamorados está ajustada com algumas tradições e costumes de Itaúna, como o trem que corta a cidade, expressões regionais, referências a Nossa Senhora de Itaúna e ao Congado, entre outras lembranças da terra. No elenco estão os atores Bruna Falcão, Filipe Corrêa, Geraldo Fonte Boa, Hudson Catavent e Marco Túlio Parreiras.  A iluminação é de Ari Lima e a preparação corporal ficou por conta do dançarino Ricardo Macedo. De Pará de Minas, além da direção, a peça conta com as atrizes veteranas Carmélia Cândida, Isabel Prates e Romana Campos; os figurinos são assinados pelo ateliê de customização DAAS. A trilha sonora original foi composta  pelo músico de Itatiaiuçu, Lúcio Guimarães, que executa ao vivo as canções. Os ingressos custam R$ 10.

 

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd