Terça, 21 Novembro 2017

 

O presidente da Companhia de Habitação de Minas Gerais – Cohab -, Alessandro Marques, esteve em Itaúna na segunda-feira, 30, com a proposta de construção de 208 moradias populares na cidade. O projeto foi apresentado pelo dirigente da estatal, ao lado do prefeito Neider Moreira, em reunião no Edifício CDE. Ao anunciar a medida, o chefe do Executivo destacou a importância dos investimentos, da ordem de R$ 19 milhões, como uma alternativa para redução do déficit habitacional e fomento da economia, a partir da geração de vagas de emprego e movimentação do comércio local. 

À Prefeitura, caberá, além do acompanhamento de todo o processo, a destinação do terreno, localizado no bairro Santa Edwiges, já avaliado e aprovado pela Cohab, após intenso trabalho da Secretaria Municipal de Regulação Urbana. Falta agora o encaminhamento de projeto de lei para autorização do Legislativo.   “Há cinco anos não temos políticas habitacionais na cidade. Sabemos que existe a demanda e precisamos atender a essas famílias que sonham com uma casa própria. É uma questão de justiça social e dignidade para o cidadão. E, a partir da doação do imóvel, a Cohab iniciará todos os procedimentos para a concretização dessas obras tão esperadas”, ressaltou o prefeito. 

Conforme o Protocolo de Cooperação Mútua e Parceria, firmado entre a Prefeitura e a estatal, as 208 unidades serão construídas em 13 prédios de até quatro andares, com garagem e área de lazer. A viabilidade do empreendimento foi confirmada a partir de levantamento do déficit habitacional, feito entre os dias 27 de março e 07 de abril, com as manifestações dos interessados em participar do programa. 

Até R$ 19 mil e 30 anos para quitar 

Conforme as informações apresentadas pelo presidente da Companhia de Habitação de Minas Gerais – Cohab/MG, Alessandro Marques, durante a reunião em Itaúna, cada moradia no empreendimento viabilizado para a cidade custará, em média, R$ 95 mil. Os beneficiários poderão parcelar o imóvel em até 360 prestações, ou seja, 30 anos. De acordo com o executivo, poderão se inscrever junto famílias com renda de até R$ 2,6 mil (faixa 1,5) e até R$ 4 mil (faixa 2).

A partir dos vencimentos mensais do grupo familiar é que serão feitos os cálculos do valor do subsídio, que poderá chegar a R$ 19 mil, e os juros do financiamento, com variações entre 5% e 5,5%, ao ano. A expectativa de construção das unidades pela Cohab é de 24 meses, a partir da aprovação de todo o projeto junto à Caixa Econômica Federal – CEF.

 

 

 

Um aposentado de 60 anos comentou com a reportagem do JORNAL S´PASSO, durante a visita ao Novo Horizonte esta semana, que está incomodado com a forma como a Polícia Militar aborda os moradores. De acordo com o relato, as equipes da PM que fazem patrulhamento pelo bairro, muitas vezes tiram conclusões precipitadas, sem ouvir as pessoas. 

 “Ontem [na segunda-feira 30/11] roubaram uma bicicleta igual à minha. Dois policiais me abordaram, falando que era ela, queriam apreendê-la. Falei para ligarem na loja onde comprei e que os documentos estavam em casa, chamei para irmos buscar. Nesse momento ficaram calados. Mas, entraram em contato com o estabelecimento e o gerente confirmou os dados, contou que sou cliente há 30 anos. Fui humilhado, maltratado. Tenho seis décadas de vida, já trabalhei muito e mereço respeito”, lamentou. Ainda segundo o aposentado, é comum a PM tratar a população do bairro. 

 

 

 

A falta de espaços e atividades de lazer no bairro Piedade é a principal reclamação dos moradores. A população alega que as crianças não têm um local apropriado nem para andar de bicicleta e cobram da Prefeitura uma solução para o problema. Assim como no Novo Horizonte, há queixas de que os campos de futebol da região ficam sempre trancados e que os moradores não têm acesso.

 

 

 

O Novo Horizonte é conhecido como um dos bairros mais violentos da cidade. A região realmente concentra alto índice de criminalidade e contabiliza grande número de ocorrências, principalmente relacionadas ao tráfico e consumo de drogas, com consequências muitas vezes trágicas, como assassinatos, até mesmo em série. 

O problema com os tóxicos acaba refletindo na vida dos moradores, que, mesmo cumprindo as obrigações como cidadãos, acabam rotulados e têm que lidar com o preconceito no dia a dia. 

“Geralmente quando falamos que somos do Novo Horizonte, o pessoal já fica receoso. Sofremos com isso até para abrir crediário em uma loja, o tratamento muda assim que informamos o endereço. Claro que conseguimos comprovar que somos gente de bem, mas, antes disso, passamos por constrangimentos. Até policiais desrespeitam quem vive aqui. É injusto porque alguns cometem crimes e todos são humilhados”, desabafou um membro da comunidade, que pediu para não ser identificado. 

O morador ressaltou ainda a dificuldades que os pais encontram em manter os filhos longe das drogas e da criminalidade, devido à falta de opções de atividades no bairro para as crianças e adolescentes, fora dos horários de aulas. “Para os meninos pelo menos existe o Curumim. Mas, para as meninas não há nada, ficam sem o que fazer nas horas de folga, caso das minhas filhas. Aqui não tem escolinha de futsal, os campos de futebol permanecem fechados. É o lugar mais abandonado da cidade”, lamentou. 

O entrevistado comentou ainda a própria comunidade cuida do bairro. “O Novo Horizonte não tem apoio para nada. Os políticos só aparecem em época de eleições. Prometem melhorias durante a campanha e depois esquecem, não voltam mais, só querem votos. Se for para falar dos problemas que enfrentamos, precisamos tirar pelo menos dois dias para conversar”, relatou. 

Segurança e educação

 

As crianças e adolescentes do Novo Horizonte frequentam creches e escolas no São Geraldo e no Morada Nova. Uma das rotas de acesso é pela rua Aurélio Campos. A via, que é de terra no trecho que liga os bairros, além de não possuir calçadas, não tem nada no entorno, deixando quem passa pelo local exposto, em situação de vulnerabilidade. Alguns acabam cortando caminho entre os lotes na região e ficam suscetíveis aos mesmos riscos.

“Os estudantes entram em atalhos no meio do mato, o que é muito perigoso. Já roubaram telefone e dinheiro. Outro dia furtaram o celular de uma menina nesse trajeto. É um caminho perigoso. A administração passada instalou postes e deixou dois anos desligados. Quando faltavam cinco dias para a eleição, ano passado, uma equipe veio e ligou. Não basta para nós”, comentou outro morador, que também pediu para não ter o nome exposto.  

A população do Novo Horizonte reivindica a construção de uma creche no bairro, que tem muitas mães, grande parte delas muito jovens. “Acredito que a prioridade do bairro hoje seja uma unidade educacional para atendimento a essas famílias. Temos meninas na faixa etária entre 15 e 16 anos com filhos no colo. E que precisam trabalhar para sustentá-los”, cobrou o entrevistado.

 

 

 

No mês das crianças, alunos de quatro escolas do ensino fundamental estiveram no Centro de Educação Ambiental do Sindicato Intermunicipal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Itaúna – Sindimei. Esses estudantes conheceram um pouco do trabalho desenvolvido pela entidade para a conscientização sobre a coleta seletiva e outras questões relacionadas ao Meio Ambiente. 

As visitas foram realizadas por meio do Programa de Interação com a Comunidade – PIC –, que é executado pelo Sindimei. A iniciativa apresenta aos participantes o funcionamento do Depósito de Resíduos Industriais Tarcísio Cardoso de Sousa, situado na Fazenda Campo de Fora, em Três Barras, na zona rural. O objetivo é abrir as portas do empreendimento para diversos públicos.  

Só este ano, mais de 560 pessoas já participaram do PIC, entre pré-adolescentes, universitários e professores. Em outubro, alunos das escolas municipais “Dona Cota”, “Dr. Lincoln Nogueira Machado”, “Dona Maria Augusta de Faria” e “Souza Moreira” foram ao Centro de Educação Ambiental do Sindimei. Nesse período, as atividades envolveram 205 pessoas. As últimas edições tiveram como destaque a participação ativa do artista plástico e professor Levy Vargas, do Projeto Usina de Sonhos, que ministrou oficinas de arte durante. 

História de Sucesso

O Sindimei é uma entidade de classe representativa, sem fins lucrativos, que atua em defesa dos legítimos interesses do setor metalomecânico, contando sempre com o apoio dos empresários que compartilham o espírito e os valores do associativismo.

Entre os principais serviços e projetos desenvolvidos para os associados, em parceria com as entidades integrantes do Centro de Desenvolvimento Econômico e Social – CDE -, estão assessoria jurídica, programas de saúde e segurança do trabalho, seguro de vida em grupo e departamento de educação e desenvolvimento. 

O Sindimei ainda lidera, na base territorial, o processo de negociação coletiva trabalhista. A instituição foi fundada em 18 de abril de 1990 e é filiada à Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais - Fiemg. A atuação da entidade abrange os municípios de Itaúna, Mateus Leme e Itatiaiuçu.

 

 

 

O grupo de Doutores Palhaços de Itaúna iniciou campanha com o objetivo de arrecadar doações para as crianças e idosos da cidade. O objetivo é conseguir materiais escolares, livros, brinquedos, produtos de higiene pessoal e de limpeza, fraldas geriátricas, que serão destinados às entidades assistenciais, como contribuição para as comemorações de Natal. Também estão sendo recolhidos calçados, roupas e acessórios, para a realização de um bazar solidário. De acordo com a organizadora da ação, Beth Souza, parte da renda vai para o Projeto Latinha Educativa e outro montante para o Centro de Recuperação e Assistência Social Integrada – Crasi. Os interessados em colaborar podem procurar Beth, que é coordenadora dos Doutores Palhaços, pelo telefone 9 9934-3450.

 

 

 

Os Agentes de Controle de Endemias – ACEs, da Secretaria Municipal de Saúde, estão com novos uniformes desde segunda-feira, 30. De acordo com informações da pasta, a mudança já era prevista desde o ano passado, diante da necessidade de substituição das peças, devido ao desgaste natural do tempo. A população deve estar atenta às mudanças: os servidores lotados na área usarão camisas na cor amarela e calças pretas, com estampa do brasão da Prefeitura de Itaúna.

“É importante que as pessoas saibam dessa alteração, uma vez que esses funcionários são responsáveis pelo importante de trabalho, principalmente no combate ao Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya, zika vírus. A colaboração dos moradores de todas as regiões é essencial, especialmente no sentido de manter os quintais limpos e livres de recipientes que acumulam água, favorecendo a proliferação do inseto, além de garantir o acesso dos agentes aos locais para a extinção dos possíveis criadouros”, alerta o gerente de Vigilância em Saúde, Jarbas de Melo.

 

 

 

 

 

O lutador Tainan Henrique Alves conquistou medalha de bronze na categoria adulto leve do Circuito Internacional de Jiu-Jitsu, realizado em São Paulo. O itaunense está treinando na academia Cícero Costha, uma das principais do país, pela qual tem participado das principais competições da modalidade. Além do alto nível, a disputa somou pontos para a equipe de Tainan ir para o Mundial de Jiu-Jitsu em 2018.

 

 

 

 

Na quarta-feira, 08, Itaúna e outros 38 municípios mineiros terão o sinal analógico de televisão desligado. Com a proposta de garantir o acesso das famílias de baixa renda à nova tecnologia, o governo federal distribuiu equipamentos aos beneficiários dos programas sociais mantidos pela União. As ações começaram em agosto, contemplando os inscritos em iniciativas como o “Bolsa Família” e “Minha Casa, Minha Vida”, entre outras. 

Com o desligamento previsto para a próxima semana, parte das pessoas ainda não retirou o kit, composto por conversor, antena e controle remoto. Na cidade, a distribuição dos materiais alcançou 73% do público-alvo. Dos 5.865 conjuntos reservados ao município, foram entregues 4.272. O percentual é parecido com o registrado pela Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

“O resultado consolida as ações de mobilização promovidas pela Prefeitura. Desde que foi feito o anúncio da medida, a atual administração fortaleceu as parcerias e promoveu orientação social em praças públicas, durante os eventos oficiais, e levou caravanas informativas até os projetos mantidos pelo governo municipal nos bairros”, avaliou o gerente de Comunicação Social, Tiago Teles.

De acordo com a Seja Digital, entidade não-governamental responsável por operacionalizar a migração do sinal de TV no Brasil, quem não buscou os equipamentos ainda pode agendar data e horário para fazê-lo. “A expectativa é que com o encerramento do sinal analógico, no próximo dia 08, os beneficiários retirem os aparelhos, que continuarão a ser entregues normalmente após o desligamento”, informou a assessoria da instituição ao JORNAL S´PASSO. 

O cadastramento pode ser realizado nos órgãos municipais ou pelo telefone 147. A ligação é gratuita e o interessado deve possuir em mãos o Número de Identificação Social – NIS. As pessoas com acesso à internet podem solicitar a antena receptora do sinal digital pelo site www.sejadigital.com.br/kit, também com o número do NIS, informando o melhor dia e hora para retirar o kit. Em Itaúna, a distribuição dos equipamentos é realizada na agência dos Correios, que fica na rua Coronel Osório Camargos, 49, Centro. 

 

 

 

 

Foram definidos durante o feriado de quinta-feira, 02, os campeões do Módulo II do Circuito Itaunense de Futebol – Etapa Regional. Pela categoria 2006/2007 Guarani EC e Inter Academy terminaram o tempo regulamentar em zero a zero, levando a decisão para os pênaltis. Nas cobranças, o Inter levou a melhor marcando cinco gols, contra três do oponente.

Além de levantar a taça de campeão, o time teve o goleiro Anthony Eduardo como destaque na posição e a artilharia com Pedro Henrique de Oliveira Barbosa, que balançou as redes 12 vezes. O troféu disciplina da categoria ficou com a Universidade IC. 

O Inter Academy também foi o grande vencedor na categoria 2004/2005. A final foi disputada entre a equipe de Divinópolis e a Universidade IC. O placar ficou em 1 x 5 para o Inter. Mais uma vez, o time de Divinópolis ficou com os prêmios de goleiro destaque, com Marcelo Brener Vilela Silva, e de artilheiro, com Matheus Leonardo Diego, que marcou 15 gols. O troféu disciplina ficou com NM Garcias.

 

 

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd