Sábado, 18 Agosto 2018

Novo prazo para saques do PIS

Segunda, 23 Julho 2018 09:02

 Mais de 197 mil pessoas que não sacaram o abono salarial do exercício de 2016, no estado, terão nova oportunidade. A medida foi autorizada em resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador - Codefat. O prazo, que terminou em 29 de junho, será reaberto em 26 de julho, e os beneficiários terão até 30 de dezembro para retirar o dinheiro. Os pagamentos referentes a 2017 também começarão na próxima quinta-feira.

 Este é o terceiro ano consecutivo em que há prorrogação. O montante a sacar depende do tempo de carteira assinada em 2016. Quem trabalhou o ano todo recebe o valor cheio, que equivale a um salário mínimo (RS 954). Quem ficou empregado por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é R$ 80.

Tem direito ao abono salarial ano-base 2016 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; exerceu atividades profissionais formalmente por pelo menos um mês, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e teve os dados informados corretamente na Relação Anual de Informações Sociais - RAIS.

 

Os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou no telefone 0800-726 02 07. Para os servidores públicos, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet e pelo telefone 0800-729 00 01.

 

 

Secretaria Municipal de Saúde ressalta que doses ficam disponíveis nos postos durante todo o ano

 

 

Terá início no próximo mês, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. A doença, declarada erradicada no Brasil em 2016, voltou a ameaçar e virar motivo de preocupação, por causa do grande número de pessoas desprotegidas. As estimativas apontam que só em território mineiro, cerca de seis milhões de habitantes não foram imunizados.

 

Este mês, casos confirmados em diversos pontos do país, inclusive no vizinho estado do Rio de Janeiro, têm deixado a população em alerta. Em Minas Gerais, a cobertura está abaixo do desejado, que é de 95%, deixando um contingente considerável suscetível à virose, que é altamente contagiosa, podendo se instalar de forma grave e até matar. Mais de 50 notificações estão sob análise.

 

 Para evitar um surto da enfermidade, o governo federal deu início a uma mobilização, que será realizada entre os dias 06 e 31 de agosto. O público-alvo é composto, principalmente, pelas crianças de um a cinco anos incompletos. Será oferecida também a vacina contra a poliomielite.

 

 Dia D

 

De acordo com a enfermeira Helen Cristina, servidora do Setor de Epidemiologia da Prefeitura, a maioria dos pais levam os filhos para receber a imunização, mas ainda há uma parcela que esquece. Ela ressalta ainda que as doses ficam disponíveis nos postos durante todo o ano. Mas, a campanha visa facilitar o acesso e, no período, poderão ser atualizadas as cadernetas dos menores de 12 meses.

 

O “Dia D” está marcado para sábado, 18, quando as unidades de saúde de todas as regiões ficarão abertas das 08h às 17h. Haverá pontos de apoio instalados no Aeroporto, Santa Edwiges, São Judas Tadeu e Leonane.

 

 A primeira dose da vacina é tríplice viral e deve ser tomada quando a criança completa um ano. A segunda, que corresponde à tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) precisa ser aplicada aos 15 meses, junto à prevenção contra a varicela. A partir dos cinco até aos 29 anos de idade, a recomendação é de que sejam administradas duas doses da tríplice viral, um reforço. Quem tem entre 30 e 49 necessita de apenas uma.

 

Recém-nascidos e bebês abaixo dos seis meses de vida não devem ser vacinados. No caso de pessoas com mais de 49 anos, que nunca foram imunizadas, o Ministério da Saúde orienta que não sejam vacinadas, pela possibilidade de já terem entrado em contato com o vírus e, por isso, estarem imunes ao sarampo.

 

 Gestantes também não devem receber a vacina e há indicação de que a gravidez seja evitada por pelo menos 28 dias após a imunização. A preconização para as gestantes que nunca se imunizaram é de que façam isso no pós- -parto, para proteger o recém- -nascido indiretamente, por meio da amamentação.

 

Doença

 

 O sarampo é uma doença infecciosa aguda, viral, transmissível, extremamente contagiosa e muito comum na infância. A contaminação ocorre diretamente, de pessoa a pessoa, geralmente por espirros, fala ou respiração, por isso a facilidade de contágio.

 

Além de secreções respiratórias, também é possível se infectar através da dispersão de gotículas com partículas virais no ar, que podem perdurar por tempo relativamente longo no ambiente, especialmente em locais fechados como escolas e clínicas.

 

Entre os sintomas iniciais estão febre, acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza e congestão nasal, além de mal-estar intenso. Após estes sinais, aparecem manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias. São comuns lesões muito dolorosas na boca.

 

A enfermidade pode agravar, com acometimento do sistema nervoso central e evoluir para infecções secundárias, como pneumonia, o que gera risco de morte. As complicações atingem mais os desnutridos, os bebês, as gestantes e as pessoas portadoras de imunodeficiências.

 

 Surto

 

 De acordo com o Ministério da Saúde, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e no Amazonas. Nesse último estado, até o último dia 27, haviam sido registrados 265 casos e 1.693 permaneciam sob investigação. No Rio de Janeiro foram informadas 18 suspeitas, sendo duas dessas notificações confirmadas. Além disso, há casos isolados e relacionados a pacientes que se contaminaram em outros estados.

 

 Conforme informações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas – SES -, em 2017, a cobertura vacinal da triviral como primeira dose foi de 83,69%. Em relação à segunda, o índice foi ainda menor, 74,84%. Já em 2018, até maio, a primeira imunização alcançou 77,56% do público-alvo, enquanto a outra protegeu apenas 61,21% dos bebês, percentuais bem abaixo da meta de 95% de cobertura.

 

 O vírus ainda circula em grande quantidade em várias regiões da Europa e da América, e voltou ao Brasil com as migrações e as viagens internacionais. Outro fator determinante para o retorno do sarampo é a baixa imunização dos brasileiros, nos últimos anos. Segundo dados do Ministério da Saúde, a cobertura vacinal no Brasil da tríplice viral chegou aos 100% de 2004 a 2011, mas começou a decair desde então.

 

Embora a única prevenção eficaz seja a vacina, a SES ressalta como cuidados para se esquivar das enfermidades de transmissão respiratória a higiene das mãos com água e sabão; não tocar os olhos, nariz ou boca depois de contato com superfícies; usar lenço de papel descartável; proteger com lenços a boca e nariz ao tossir ou espirrar, para não disseminar gotículas, além de evitar aglomerações e ambientes fechados

A partir de agosto, o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste - CIS- -URG -, responsável pela gestão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu – passará a contar também com recursos da União. A instituição foi habilitada pelo Ministério da Saúde, que destinará, mensalmente, o valor de R$ 660.975 mil. O credenciamento foi publicado na última semana, no Diário Oficial da União e significa que, agora, a manutenção do Samu Regional será compartilhada pelos três entes federados: Governo Federal, Estado e Municípios.

 De acordo com a diretoria do CIS-URG, a divisão de repasses entre as três esferas de poder facilitará o fluxo de caixa e contribuirá com a sustentabilidade, evitando atrasos de pagamentos aos funcionários e fornecedores. Isso refletirá diretamente na garantia de qualidade e eficiência na assistência a toda a população.

 “A habilitação implica no reconhecimento do Samu pelo Ministério da Saúde como um programa que cumpriu todas as etapas desde a implantação. Em segundo lugar, esse fator garante também o recebimento de repasses federais, desonerando o Estado, que fica a partir de agosto, responsável pelo custeio de R$ 1,617 milhão”, disse o coordenador do Samu, José Márcio Zanardi.

 Desde a inauguração até hoje, o Samu foi custeado pelo Governo de Minas, encarregado de transferir, anualmente, R$ 27, 338 mi, além das 54 cidades que integram o consórcio e, juntas, repassam R$ 510 mil, o equivalente a R$ 0,40 por habitante. “Nesse sentido, contaremos com o repasse de R$ 7,931 mi da União, por ano. Ou seja, não significa mais recursos financeiros, mas sim, desoneração do Estado que passará a arcar com R$ 19,406 mi, anuais”, ressaltou Zanardi.

Quem tem costume de transitar pelo Anel Rodoviário de Belo Horizonte deve ficar atento. A constatação de erros em três radares no sentido Rio de Janeiro, instalados recentemente, fez com que as autoridades anunciassem o cancelamento de todas as penalidades por excesso de velocidade, aplicadas no trecho, independentemente de defesa ou recurso. E, os motoristas que já pagaram as multas poderão solicitar o reembolso.

 Para fazer o requerimento, é necessário baixar o formulário de restituição de valores, em www.prf.gov.br. Após o preenchimento, o documento deverá ser entregue na sede da Superintendência Regional da Polícia Rodoviária Federal em Minas Gerais ou em qualquer posto da corporação. Também é possível enviá-los pelos Correios.

 A medida foi adotada pelo fato de dois dos três equipamentos terem placa informando sobre o limite de 80 Km/h, mas aplicação de apenas 70 Km/h, o que induziu condutores a trafegarem acima do que realmente era o máximo para não serem multados. Esses aparelhos estão nos Kms 534 (entre a Avenida Delta e o viaduto da Via Expressa) e 540,5 (próximo à Subestação da Cemig, no bairro Bonsucesso). Outro, no Km 537,1 (entre a saída para São Paulo e o viaduto da Avenida Amazonas), estava aferido para 80 Km/h e a placa indicava 70 Km/h.

 Todos esses três “pardais” fazem parte de um lote de dez fiscais eletrônicos colocados pela Via 040 no Anel. As operações começaram em 27 de abril. A concessionária garantiu que as sinalizações já foram substituídas e agora são compatíveis com a aferição dos radares.

 

Deve ser realizado em breve em Itaúna o treinamento integrado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu – e do Corpo de Bombeiros. A prática será realizada em todos os municípios onde se localizam as frações dos Bombeiros e também bases descentralizadas do Samu no Centro-Oeste.

 A capacitação visa o aperfeiçoamento nas técnicas para atendimentos das duas instituições, que trabalham em conjunto na região.

 O coordenador do Samu, José Márcio Zanardi, ressaltou a importância da união das equipes e principalmente a parceria com os Bombeiros, firmada por meio de um convênio. “Desde o início da implantação do Samu, estamos trabalhando com a presença dos Bombeiros em todos os nossos encontros e reuniões. Na medida em que o Samu começou seu funcionamento, nós assinamos o convênio de integração, que significa também ter dois oficiais militares dentro da Central de Regulação, de forma que a gente possa otimizar os atendimentos. Essa integração vai além e se estende aos treinamentos em conjunto. Quem tem a ganhar com isso é a população do Centro-Oeste que tem duas instituições unidas com o único objetivo, que é salvar vidas”, disse.

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania – Cejusc –, o Rotary Itaúna Cidade Educativa e a Delegacia de Polícia Civil se uniram para oferecer Carteira de Identidade gratuitamente à população. Os requerimentos poderão ser feitos até o próximo dia 31, das 12h às 18 horas, no Fórum Mário Matos, localizado na Praça Doutor Augusto Gonçalves, 10, Centro. Os interessados em obter o documento deverão apresentar original da certidão de nascimento ou casamento, no caso dos divorciados ou separados, a averbação; duas fotos 3x4 recentes, além de comprovante de endereço, atualizado.

Na segunda-feira, 09, Itaúna registrou mais um acidente de trânsito envolvendo um motociclista. De acordo com informações da Polícia Militar, houve uma colisão entre uma moto e um veículo do transporte coletivo. O motorista da concessionária relatou que transitava pela rua Jorge Antônio da Fonseca, no Aeroporto, e que ao chegar ao cruzamento com a Antônio Nogueira Santos, obedeceu à sinalização de parada obrigatória. Depois, iniciou o deslocamento para atravessar, quando foi surpreendido pela motocicleta, que subia e saiu de trás de outro ônibus.

 

A vítima, de 33 anos, foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada ao Pronto Socorro. O homem confirmou a versão do funcionário da empresa. E, ainda disse à polícia que acreditou que daria para passar. Ele deu entrada no Plantão 24 Horas com fortes dores no tornozelo.

Uma denúncia sobre tráfico de drogas no Novo Horizonte levou um homem de 38 anos e uma mulher, 39, para a cadeia, na quarta-feira, 11. De acordo com informações da Polícia Militar, a equipe de moto patrulha começou a realizar levantamentos para tentar identificar o principal suspeito, abordado em uma “batida” no bairro Morada Nova.

 

Durante a abordagem, o acusado acabou demonstrando bastante nervosismo. Questionado sobre onde morava, alegou que vivia no local há pouco tempo e não sabia o nome da rua. Entretanto, posteriormente disse que estava com medo de falar, por ter 100 gramas de maconha, para uso próprio.

A guarnição foi até o imóvel, onde se encontrava a companheira do indivíduo, que autorizou a entrada. Na sequência, o elemento contou que dentro de um maleiro tinha aproximadamente cinco quilos de Cannabis. No ponto indicado, foram localizados oito tabletes do entorpecente e no guarda-roupa, em outro quarto, uma balança de precisão e uma câmera de monitoramento.

 Ainda conforme informações da PM, o suspeito relatou que participava de “catiras” e há cerca de uma semana havia negociado um veículo VW Parati para uma pessoa, cujo nome e endereço nem sabia, já que o contato foi feito em uma rede social. Ele falou que recebeu o tóxico como forma de pagamento. Ficou constatado que o homem estava com a habilitação vencida desde o ano de 2010. Além de ter o carro apreendido e levado para o pátio credenciado, o indivíduo recebeu voz de prisão, bem como a mulher

Nove pessoas são detidas na semana, acusadas de envolvimento com o comércio de entorpecentes

 

Após denúncias sobre a existência de um ponto de tráfico na rua Diamante, no bairro Padre Eustáquio, a Polícia Militar iniciou campana por cerca de uma hora no local indicado, na noite de segunda feira,09. Em determinado momento, a equipe em serviço visualizou um indivíduo de moletom preto e bermuda clara entrando em uma edificação, onde permaneceu pouco tempo.

Quando saiu do imóvel, o elemento foi acompanhado, sendo abordado a alguns quarteirões. Ele portava um tablete de maconha e um aparelho celular. Os policiais ainda foram até ao lugar de onde o suspeito saiu. Lá, havia outras duas pessoas, que se assustaram com a chegada da PM e correram. Mas, acabaram detidas no quintal. Uma delas arremessou no chão a mochila, na qual estavam dois tabletes de maconha, dois revólveres. A guarnição apreendeu ainda R$ 260.

 Na casa, um homem e uma mulher foram presos, com R$ 200. Dentro de uma cômoda, a Polícia localizou um short com grande montante em dinheiro, um papelote de cocaína e um “baseado”. De acordo com informações da corporação, os envolvidos já possuem passagens por comercialização de entorpecentes e outros delitos. Todos são jovens, com idade entre 18 e 26 anos.

Casal preso

 Um jovem de 22 anos foi preso na terça-feira, 10, após ser flagrado, com drogas, pela Polícia Rodoviária Estadual, em uma operação no Km 53 da rodovia MG-431. O rapaz estava em uma motocicleta. Durante a busca pessoal, a equipe encontrou dentro do short dois tabletes pequenos de maconha e uma bucha de cocaína.

Em consulta ao sistema informatizado, a guarnição constatou que ele já é conhecido por vender tóxicos em Itaúna. Diante das informações, os militares se deslocaram até a residência do acusado, onde a companheira demonstrou nervosismo com a chegada da patrulha, se enrolou em um cobertor e seguiu para o banheiro. Com a mulher havia mais entorpecentes.

No quarto do casal, a PM ainda localizou um tablete de maconha debaixo da cama, 13 pedras de crack embaladas individualmente no guarda-roupa, materiais para embalar os materiais, um prato com resquícios de pó, uma balança de precisão e dois frascos com um produto branco. Os dois foram presos por tráfico. O jovem ainda teve o carro apreendido, por não ser habilitado.

Dos pré-candidatos a deputado estadual, o primeiro entrevistado foi Aristides Ribeiro de Carvalho Filho, mais conhecido na cidade como “Tidinho”. Ele é gerente comercial, tem 44 anos e também natural de Itaúna. Atualmente, está filiado ao Democracia Cristã, o antigo PSDC.

Nas eleições municipais de 2012, pleiteou uma cadeira na Câmara Municipal, pelo Partido Trabalhista Cristão – PTC –, saindo das urnas como suplente, com 409 votos.

 “Comecei na área em 1984, quando havia somente duas siglas, ajudando meu pai a fazer um trabalho de publicidade. Na época, eu colocava cartazes nos postes. Então, a política já está na minha veia. Minha família é muito ligada ao meio; o vice-prefeito de Mateus Leme, Roberto Rodrigues, é meu primo, meus irmãos também são envolvidos, já fizeram parte das administrações anteriores e, inclusive, hoje tem um no gabinete do prefeito”, contou.

“Tidinho” apontou como principal objetivo da candidatura a busca de representatividade para Itaúna na Assembleia Legislativa, para viabilizar a chegada de grandes indústrias ao município e, consequentemente, propiciar a criação de postos de trabalho.

“A minha bandeira é a geração de empregos. Nós estamos passando por uma fase difícil. Se um pai de família ficar desempregado hoje, ele tem poucas opções, devido à falta de empresas. Nós temos espaço e uma localização geográfica muito boa, perto de Belo Horizonte e de vários polos. Essa é a primeira proposta. Estamos perdendo para Pará de Minas e Nova Serrana em relação às contratações. Itaúna é um lugar bom, é considerada cidade educativa, mas faltam oportunidades no mercado de trabalho”, argumentou.

 Ele pretende buscar apoio do eleitorado também de Mateus Leme, Pará de Minas e Divinópolis, onde possui vínculos pessoais e políticos. “Tidinho” deu como certa a confirmação do nome dele, nas convenções partidárias, para a disputa.

“Fui convidado pelos dirigentes da sigla, por várias pessoas, pelo meu histórico político. Embora nunca tenha ocupado cargo público, o partido me chamou pelo meu empenho em ações sociais, pelos trabalhos que sempre procurei desenvolver, com o objetivo de ajudar a população”, encerrou.

FACEBOOK

NOTÍCIAS

asdadasd