Confederação Nacional dos Transportes confirma precariedade das estradas em Minas Gerais

0
14

Foi divulgado nesta quarta-feira, 17, o resultado da Pesquisa CNT de Rodovias. O levantamento, da Confederação Nacional dos Transportes, que está na 22ª edição, aponta 61,3% das estradas em condição regular, ruim ou péssima. Os dados consideram pavimento, sinalização e geometria das vias. A entidade avaliou 15.236 quilômetros da malha rodoviária mineira e apenas 38,7% receberam a classificação de ótimo ou bom.

De acordo com o relatório, os trechos concedidos à iniciativa privada tiveram melhor desempenho em relação aos administrados pelo poder público. Para o presidente da CNT, Clésio Andrade, é fundamental que os investidores sejam chamados para assumir o protagonismo dessa empreitada.

“A viabilização dos investimentos, com a garantia de segurança jurídica e propostas atrativas de parceria, deve ser sempre priorizada”, argumentou. Apesar da situação crítica, a pesquisa revelou ligeira melhora em relação ao ano anterior. Em 2017, 69,8% estavam em situação fora do ideal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui