“Meu Bairro é Mais” promove mudanças na Vila Nazaré e região em pouco mais de um ano

0
52

Criado em agosto de 2017, numa parceria da Associação de Moradores da Vila Nazaré com a Prefeitura, o projeto “Meu Bairro é Mais” já contabiliza resultados significativos na região. A medida visa a oferta de atividades diversas e gratuitas, voltadas à educação, esportes, artes e profissionalização de meninos e meninas. E tem contribuído para mudanças na vida de muita gente.

A líder comunitária Edênia Alcântara, uma das responsáveis pelas ações, na sede da entidade que coordena, foi entrevistada esta semana pelo JORNAL S´PASSO. Ela falou um pouco sobre a proposta e o funcionamento do programa de inclusão social, que atende também à população do Novo Horizonte e Bela Vista.

 

Como funciona o programa?

O projeto atende crianças e adolescentes dos bairros Vila Nazaré, Novo horizonte, Piedade e Bela Vista. Temos aulas de reforço escolar e realizamos colônias de férias em períodos de recesso e férias. Também é oferecido almoço, em parceria com a Comunidade Bom Pastor. Serviços lanches e contamos com doações de alimentos para essas refeições. Os interessados em colaborar com leite, biscoitos, entre outros itens, podem entrar em contato pelo telefone 9 9968 9872.

Como surgiu a iniciativa?

A proposta foi feita pelo Gabinete do prefeito Neider Moreira e a Secretaria de Assistência Social. Elaboramos o cronograma de atividades, com o propósito de garantir atendimento às crianças da região, retirando meninos e meninas das ruas. A ideia é garantir oportunidades, afastando a criançada do mundo das drogas e criminalidade. E tem sido muito satisfatório. Contamos com as parcerias das pastas de Educação e Esportes também. Quais são as pessoas beneficiadas? Crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social.

Que conquistas foram alcançadas desde a criação do núcleo?

A principal meta vem sendo atingida, que é o acolhimento de meninos e meninas que antes não estavam inseridas em quaisquer atividades no contraturno escolar. Trabalhamos com inclusão e cidadania. Já percebemos o fortalecimento de vínculos familiares, mais perspectivas e novos olhares em relação à sociedade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui