Redes de supermercados se unem por fortalecimento no mercado da região

0
55

A rede de supermercados Rena se uniu a mais quatro empresas com o mesmo perfil para criar uma associação, visando o fortalecimento, com a troca de experiências sobre iniciativas que deram certo e a busca de melhores condições na hora de negociar com fornecedores. A organização, chamada de Hipervalor Varejista, chega ao mercado composta pelo grupo Alvorada, de Pouso Alegre, com 13 lojas; Big Mais, de Governador Valadares, quatro; Casa Rena, de Itaúna, 11; Santa Helena, de Sete Lagoas, oito, e SJ, de Barão de Cocais, que tem nove.

Juntas, essas empresas alcançam a marca de R$ 1,2 bilhão em faturamento anual. Totalizando 44 unidades e 4,7 mil funcionários, a Hipervalor ocupa a quinta maior receita do estado.

“O objetivo é fortalecer as cinco redes, por meio de negociações em conjunto de mercadorias, insumos e serviços, e também pelo compartilhamento de conhecimentos. Nós pretendemos divulgar entre nós os números de cada um, procurando equalizar esses dados em prol da criação de boas práticas, o que um está fazendo bem feito que o outro possa fazer para melhorar os resultados”, explica o presidente da entidade e diretor do Rena, Vinícius de Morais Mendes.

Os grupos já trocavam algumas informações de maneira informal. Assim iniciaram as conversas sobre a possibilidade de criação de uma associação, ainda em 2006.

“No momento atual em que o cenário econômico não está favorável, as despesas estão cada vez mais altas, a concorrência cada vez mais acirrada… Entendemos que era o momento de nos unirmos, pelo fortalecimento”, conta Vinícius.

As empresas mantêm total independência. O papel da entidade é garantir um alinhamento comercial e na promoção do diálogo em conjunto. Para o fornecedor, a vantagem é poder vender de forma centralizada com todas as redes, em uma única mesa de negociação. A iniciativa já está em prática e segundo Vinícius, os clientes já começam a perceber a mudança, nas compras de fim de ano.

“Nós já obtivemos êxito em alguns acordos, que foram muito positivos. Negociamos com operadoras de cartão de crédito, insumos, como sacolinhas, em conjunto e com redução de custos. Conseguimos algumas compras de mercadorias para as festas de dezembro, que estão disponíveis para o consumidor final, com preço mais barato. Agora é desenvolver e promover essas negociações cada vez mais”, contou o presidente da Hipervalor.

Movimentação               

Neste primeiro ano de atividade, a sede da Hipervalor será em Itaúna. Com isso, será alugado imóvel na cidade e haverá contratação de dois funcionários. Estão previstas reuniões mensais e bimestrais, para promover interação também com as áreas de apoio. Cerca de 20 pessoas devem se deslocar até o município para participar das reuniões, o que direta e indiretamente movimenta o mercado local, com alimentação, hospedagem e combustível.

“Nós temos o objetivo de expandir, mas tem algumas regras no estatuto da entidade, que norteiam sobre isso. Pretendemos, até 2019, estar com mais dois associados. Para participar, a empresa precisa ser uma rede familiar, de longa existência, com foco no cliente, na prestação de serviço no ramo de supermercado varejista”, adiantou Vinícius.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui