Município sedia etapa regional dos debates para desenvolvimento nas áreas de atuação do Crea

0
58

Itaúna vai sediar uma etapa dos debates sobre propostas de desenvolvimento regional e nacional nos dias 21 e 22 de maio, com profissionais que fazem parte do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais – Crea-MG. O evento é uma preparação para o 10º Congresso Estadual de Profissionais – CEP –, que ocorre em Belo Horizonte, nos dias 4 a 6 de julho.

Serão debatidas 86 propostas elaboradas durante reuniões realizadas em abril nas cidades que compõem a região central do Crea, Divinópolis, Pará de Minas, Itaúna, Bom Despacho, Arcos, Oliveira, Passos e São Sebastião do Paraíso, por profissionais das áreas da engenharia, agronomia e das geociências.

A etapa regional dos debates será realizada na sede Inspetoria do Crea de Itaúna, que fica na Rua José Luiz Calambaú, 590, no Graças. No primeiro dia de debates, terça-feira, as atividades começam às 18h, já na quarta-feira, 22, as discussões serão realizadas das 9 às 18h.

Foram 63 reuniões preparatórias nas inspetorias, que resultaram na realização de sete encontros regionais no estado. Em Itaúna, o presidente da Associação Mineira de Municípios – AMM –, prefeito de Moema, Julvan Lacerda, vai abordar o tema Desenvolvimento da Região Central.

O ciclo de debates, que é realizado a cada três anos, tem por objetivo discutir e propor políticas, estratégias, diretrizes e programas de atuação, visando à participação dos profissionais das áreas abrangidas pelo Sistema Confea/Crea no desenvolvimento nacional, propiciando maior integração com a sociedade e entidades governamentais.

As propostas em debate foram levantadas a partir da discussão de cinco eixos temáticos: inovações tecnológicas, recursos naturais, infraestrutura, atuação profissional e atuação das empresas de engenharia.

“Foram quase três mil participantes. Isso é muito satisfatório, pois percebemos uma vontade de contribuir tecnicamente na construção de políticas públicas e na elaboração de estratégias da engenharia e da agronomia para estimular o desenvolvimento  local e nacional”, destaca o presidente do Crea-MG, o engenheiro civil Lucio Borges.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui