Comunidades rurais contabilizam 17 furtos de gado

0
761

O furto de gado tem crescido em todo país e agora a prática criminosa também chegou a Itaúna. Uma moradora da zona rural, comunidade dos Marques, procurou a reportagem do JORNAL S’PASSO para relatar o furto de 14 cabeças de gado, o que gerou um prejuízo em torno de R$ 25 mil para a família.

Segundo a vítima, levaram quatro bois; duas vacas, uma com bezerro; duas novilhas e cinco bezerros giro. A ação ocorreu durante o fim de semana. Outros produtores rurais também relataram casos semelhantes e disseram que os furtos de animais têm ocorrido com frequência em Itaúna.

Os criminosos chegam nas propriedades com um caminhão e levam todos os animais que conseguem, antes de chamar atenção. Um levantamento feito pelos próprios moradores dos Marques e de Cachoeirinha apontam que já são 11 casos nessas regiões e mais 6 no Fundão. Ainda segundo a moradora, foi entregue uma filmagem do caminhão à polícia para ajudar nas investigações.

Investigações

De acordo com o chefe da Delegacia de Polícia Civil de Itaúna, Dr. Jorge de Mello, faltam informações hoje para que os investigadores consigam traçar um perfil dos suspeitos e localizar os animais furtados. O delegado destacou que a polícia precisa de detalhes sobre os animais, como, por exemplo, marcas pelo corpo e raça, e que hoje os produtores rurais apenas fazem o boletim de ocorrência com o número dos animais e não retornam para diligências.

“Nós precisamos ter contato com a vítima. Eu estou intimando as pessoas para virem aqui. Quando ocorrer o furto, a pessoa tem que fazer a ocorrência e vir à delegacia com o documento do gado, as características”, comentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui