Acusado de matar irmãos dentro do hospital Manoel Gonçalves é preso no Rio de Janeiro

0
1164

Cristiano Vaçal é apontado como suspeito de ser o “chefe” do tráfico em Itaúna

A Polícia Civil do Rio de Janeiro efetuou nessa quarta-feira, 12, a prisão de um homem suspeito de ser o “chefe” do tráfico de drogas em Itaúna. Cristiano dos Santos Vaçal, mais conhecido como “Carioca”, foi detido em São João de Meriti, na baixada Fluminense.

Cristiano foi acusado pela Justiça de participar do assassinato, em 2013, dos irmãos Anderson Nunes da Silva, conhecido como “Periguete”, e Edson dentro do Hospital Manoel Gonçalves. Anderson seria rival da quadrilha chefiada por Cristiano, que  havia sido capturado em 2013, mas estava foragido.

Na época, a investigação indicou que Cristiano e comparsas renderam duas enfermeiras do Hospital e, armados, foram ao quarto onde Anderson estava internado e atiraram nele e em Edson. Anderson foi internado após outra ação chefiada por Cristiano. O homem teria sido torturado e baleado numa casa que fica no bairro Morada Nova, mas sobreviveu e foi levado para a unidade de saúde.

Também foram denunciados e julgados pelo crime de duplo assassinato Daniel Antunes de Castro, Jaques Lopes de Oliveira, Glauciano Nogueira da Silva, Arlon Richers Batista da Silva, Moisés Rodrigues da Silva e Jonatas Palas Batista.

A prisão desta quarta-feira foi realizada após um trabalho de “investigação e cruzamento de dados” por policiais da unidade de Polícia Civil de São João de Meriti.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui