Lequinho nega quebra de decoro, mas admite publicamente a possibilidade de ser cassado

0
862

“Dizer que sou corrupto, que não tenho honestidade é um erro”, desabafou o vereador

O vereador Alex Arthur deverá ficar afastado por 30 dias de suas funções como vereador. A decisão é resultado dos trabalhos da Comissão de Ética, que apurou denúncias contra os parlamentares Alex Arthur, Otacília Barbosa e Iago Souza Santiago. Os três estão envolvidos no imbróglio da eleição para a Mesa Diretora, ocorrido no final de 2018, quando Alex Arthur ofereceu R$ 20 mil a Iago para faltar a reunião que elegeria o novo presidente, beneficiando assim Gláucia Santiago. Segundo Iago, Otacília teria oferecido apoio jurídico na tentativa de cooptar o voto do parlamentar.

O relatório da Comissão de Ética, que apurou as denúncias, deve ser apresentado, em plenário, durante reunião extraordinária, tendo em vista que os citados têm cinco dias para recorrer da decisão.

Apesar da punição ser considerada branda, pela maioria dos que acompanham os trabalhos legislativos, Lequinho ainda não está livre de uma possível cassação, por falta de decoro parlamentar. O pedido de cassação, oriundo de denúncia do filho do ex-vereador Maurício Aguiar, suplente de Lequinho, ainda tramita na Comissão.

Pela primeira vez, Alex Arthur, assumiu publicamente a possibilidade de ser cassado. Ao comentar o assunto, em plenário, Lequinho disse: “qualquer punição que venha até mim, eu tenho que acatar. Qualquer decisão que a Câmara tomar, que seja a cassação, eu vou acatar”.

Lequinho afirmou que sua defesa não foi aceita na Comissão de Ética e que sua possível cassação pode ser fruto de uma perseguição política. “Vou acatar dentro do que é legal. Existe defesa para qualquer um de nós. Volto a falar, era para estar presidente desta Casa, Prefeito Neider disse que não iria entrar no processo de eleição. Me deu a palavra e não cumpriu. Três vereadores não votaram em mim, depois de participar de um almoço com o prefeito. Dizer que sou corrupto, que não tenho honestidade é um erro. Estou aguardando o respeitado Ministério Público e Judiciário. Pela minha defesa e pelo Deus que me acompanha tenho certeza que tudo se resolverá”.

Desdobramentos

O cidadão Leandro Nogueira Machado utilizou a Tribuna Popular para criticar o vereador Iago Souza Santiago. O cidadão questionou quando o vereador será cassado, pois segundo ele, o parlamentar está afastado por licença médica, mas continua gerindo o gabinete. “A sociedade não é boba. Essa Casa está sendo motivo de chacota, fica impressão de balbúrdia. E a cassação do vereador ‘estrelinha’? ”

Nogueira afirmou ainda que os vereadores estão em conluio com o prefeito e lembrou o pedido de CPI rejeitado na semana anterior e o pedido de urgência em projeto que pode autorizar empréstimo na ordem de R$ 23 milhões. 

Alex Arthur afirmou que Iago será acionado pela Justiça. “Se aqui não teve lei para ele, na Justiça ele terá que responder”.

O presidente da Câmara, Alexandre Campos, afirmou que não houve denúncia contra o afastamento do vereador Iago Souza e que se houver, serão apuradas. “Com o disse me disse a Câmara não pode trabalhar, tem que ser coisas concretas. Se chegar a denúncia vamos apurar”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui