Suplentes serão convocados e podem participar de Comissão Processante

0
490
Jornal S´Passo - Câmara Municipal de Itaúna

Caso não haja conciliação, um dos pontos mais controversos, em um possível processo de cassação, seguindo o rito do decreto 201/67, é a convocação dos suplentes dos vereadores envolvidos nas denúncias, para votar e, inclusive, podendo participar da Comissão Processante.

Iago Souza, autor da denúncia, está afastado da Câmara por recomendações médicas e em seu lugar, será convocado o suplente Luciano Vitor, do PP.

Já no caso de Alex Arthur, como o primeiro suplente, Maurício Aguiar, está intimamente ligado as denúncias, já que o filho do radialista entrou com o pedido de cassação do parlamentar, quem deve ser convocado é o segundo suplente, o ex-presidente da Câmara, Edio Gonçalves Pio, o Edinho de Santanense.

A atuação de parlamentares com interesses na matéria a ser apreciada é criticada por alguns especialistas, ouvidos pelo JORNAL S’PASSO. Para eles, a defesa pode alegar vício no processo e com isto, conseguir liminares, colocando em cheque uma possível cassação.

Procurado pela reportagem, Luciano Vitor disse que não se sente confortável em opinar sobre o assunto. “Pelo fato d’eu ser suplente de um dos envolvidos, é muito complicado me posicionar”.

Já Edinho, não retornou os contatos feitos pelo JORNAL S’PASSO.

Para o procurador do Legislativo, Marcos Penido, o importante é seguir a legislação pertinente, mesmo que outros possam realizar interpretações diferentes. “Faremos tudo dentro do rito e como manda a legislação”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui