Medeirinhos critica Otacília Barbosa e diz que vereadora age com ódio

0
670

Decisão liminar da 1ª Vara Cível da Comarca de Itaúna determinou que a vereadora Otacília Barbosa volte a receber as remunerações como parlamentar e como procuradora do município. Em 19 de junho, o Executivo havia determinado que a vereadora não poderia exercer as duas funções e que ela escolhesse qual atividade gostaria de exercer e escolhesse entre as remunerações com qual iria ficar.

Otacília prometeu ir à Justiça para reverter a decisão e entrou com mandado de segurança contra o Executivo. A juíza Solange Maria concedeu liminar entendendo que a Prefeitura sequer ouviu a servidora, não dando direito a Otacília à defesa.

Otacília comemorou a decisão. Em entrevista a um jornal de circulação estadual, a vereadora afirmou que a ação do Executivo foi motivada por perseguição política, já que na mesma semana em que a portaria foi publicada, a parlamentar pediu abertura de processo que poderia culminar em um processo de cassação do prefeito. “Sinceramente, estou me sentindo assediada moralmente”.

Repercussão

Nas redes sociais o caso repercutiu. Internautas que apoiam a vereadora enviaram mensagens de congratulações, enquanto outros criticaram a decisão.  Uma das críticas mais ácidas, veio do ex-vereador José Medeiros Júnior, “Medeirinhos”. Em vídeo viralizado em aplicativos de mensagens, Medeirinhos crítica a parlamentar e diz que Otacília age com imaturidade, raiva e ódio. “Você disse que ganhou do prefeito. O prefeito não perdeu nada não. Quem perdeu fomos nós, os 100 mil habitantes de Itaúna, os eleitores que te elegeram, que acreditaram que você faria um senhor mandato. Um mandato profícuo de encontro com os grandes problemas de Itaúna. E nada disto aconteceu”, afirmou o ex-vereador.

No final da gravação, Medeirinhos afirma que a vereadora “leva R$ 400 mil por ano” e lembra que a irmã da parlamentar Dênia Barbosa, concursada como porteira, também foi apostilada “com salário astronômico”.

Manifestando-se também através das redes sociais, Otacília Barbosa pediu que as pessoas não compartilhassem o vídeo, pois, segundo ela, “trata-se de um vídeo com ofensas a minha honra e a minha vida privada, o que é crime. Quem compartilha também comete o mesmo crime”.

Em sua postagem, a parlamentar diz ainda que a polícia e o Ministério Público já foram acionados para providências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui