“Saúde financeira do IMP depende da inclusão dos municípios na reforma da Previdência”

0
1061

Embora o Instituto Municipal de Previdência dos Servidores Públicos de Itaúna – IMP –, atualmente, não tenha déficit, o diretor Heli Maia, afirma que as projeções para daqui a 30 anos são de dificuldades. Isto, segundo ele, caso a Reforma da Previdência não contemple os municípios. “Por isso, estamos acompanhando de perto as movimentações em Brasília”.

Estados e Municípios não foram incluídos no texto aprovado em primeira votação pela Câmara Federal e, na quarta-feira, 17, o deputado Rodrigo Maia, afirmou que uma possível inclusão dos estados e municípios, só será aprovada pelos com o engajamento dos governadores do Nordeste.

Em conversa com a reportagem, Heli Maia destacou ainda que sua expectativa é que os municípios sejam incluídos na reforma, tendo em vista que a maioria dos institutos do País, enfrenta sérios problemas.

“Todas as entidades previdenciárias municipais do Brasil com os quais nós temos conversado, compartilham a necessidade de que a reforma seja estendida aos municípios, uma vez que enfrentam sérias dificuldades financeiras. Para se ter uma ideia, há 15 anos, tínhamos cerca de 20 pessoas contribuindo para um aposentado; hoje, são menos de quatro pessoas. Por isso, a reforma é imprescindível e o que precisamos discutir são os critérios a serem adotados. Sabemos que é um tema difícil, delicado, mas os estudos atuariais apontam para uma crise sem precedentes em cerca de 30 anos”, ressaltou.

O diretor do IMP disse que apesar de instituto estar saneado, há grande preocupação com a saúde financeira no futuro.

“Hoje não temos déficit e podemos até comemorar o fato de mantermos uma reserva financeira considerável, suficiente para que o IMP cumpra todas as suas obrigações por um período razoável. Mas quando projetamos os cálculos três décadas adiante, constatamos um déficit muito grande que não permitirá que o instituto honre seus compromissos. Nossa grande preocupação é o futuro do IMP e o que poderá acontecer em alguns anos”.

Capacitação

O IMP de Itaúna está com inscrições abertas para curso de capacitação do Programa de Certificação de Gestores de Regime Próprio de Previdência Social – CGRPPS. A capacitação será realizada nos dias 21 e 22 de agosto, pela doutora e mestra em Administração, pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG – Sabrina Amélia de Lima e Silva.

O objetivo do curso, idealizado pelo próprio IMP é preparar gestores, servidores e membros dos órgãos colegiados para a realização do exame CGRPPS.
“Hoje nós já estamos com 30 inscrições de oito cidades diferentes. O curso tem a finalidade que todas as pessoas que trabalhem com os regimes próprios de previdência, possam se capacitar para desenvolver trabalhos com qualidade e atender bem os segurados”, explica Heli Maia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui