Lote vago vira lixão e serve de criadouro do mosquito da Dengue

0
691

Utilizados como lixão, lotes servem de esconderijos para animais e focos de Dengue

Moradores do bairro Piedade utilizaram as redes sociais para denunciar o descaso e a falta de fiscalização e punição para proprietários de lotes vagos na cidade. Um lote vago no bairro tem sido utilizado por populares como depósito para todo o tipo de lixo.

Segundo o coordenador do Centro de Zoonoses e um dos responsáveis pela denúncia, Eudes José, o local fica próximo de uma instituição de ensino, e a quantidade dos resíduos tem trazido transtornos à população, servindo como esconderijo de animais peçonhentos e focos do mosquito da dengue que frequentemente são encontrados no local. “Quem joga esse lixo aqui são donos de restaurantes e pessoas que vem da roça. Eles não sabem que estão colocando em risco os bairros, as crianças e toda a população, porque o mosquito voa e pode chegar até mesmo a quem faz esse tipo de coisa”, afirmou.

Ações

Eudes explicou que para tentar combater o problema, diversas ações têm sido realizadas no local. Contudo, a prática do despejo continua ocorrendo com regularidade. “Nós temos feito várias ações de limpeza aqui, mas o pessoal ainda continua jogando o entulho. Tiramos cinco, seis, caminhões de materiais porque o lote é um possível criador para o Aedes aegypti. Nossa preocupação é fazer essa limpeza antes que venham as chuvas” explicou.

O coordenador também ressaltou que o problema é antigo, e aproveitou para pedir pela consciência para a população. “Só esse ano já tiramos quase nove toneladas de entulhos. Que a população de Itaúna tenha consciência, porque são vidas de crianças, adolescentes, adultos e idosos que podem ser ceifadas por uma irresponsabilidade”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui