Transporte contratado por aplicativos vira boa opção após aumento da passagem de ônibus

0
2363

Valor mínimo de R$8,90 cobrado pelas corridas dá direito ao usuário percorrer quase 5km

Com o reajuste de 6,83% na tarifa do transporte público, anunciado no final do mês passado, que elevou de R$3,75 para R$4,00 o custo das passagens da AutoTrans, os aplicativos de transporte de passageiros se tornaram uma boa opção para quem deseja se locomover pela cidade.

Isto porque, com apenas R$8,90, valor médio cobrado pelas corridas nas categorias econômicas dos principais aplicativos em uso pelos itaunenses, o usuário consegue percorrer até 4,5 km, dentro do município.

Para se ter uma ideia da economia, o Jornal S’PASSO realizou um comparativo com os bairros mais afastados de Itaúna, em relação ao centro da cidade. Foram analisados os custos de deslocamentos entre Várzea da Olaria, São Bento, Cidade Nova e a área central, pelos aplicativos Udikar e 2V.

Indo da Várzea da Olaria até o centro, o valor médio cobrado pelos aplicativos é de R$11,18, percorridos em 11 minutos. Do bairro São Bento ao Centro a tarifa chega a R$15,25 e do Cidade Nova ao Centro são R$12,76, ambos os trajetos podendo ser realizados em apenas 15 minutos. Com o carro com lotação máxima, quatro pessoas, o valor individual sai por R$ 3,81. Além de mais barato, o conforto também é uma diferença relatada pelos usuários.

André Figueiredo, administrador, diz que a experiência com outro aplicativo, o 2V também foi positiva “Eu ficava na dúvida se seria tipo Uber ou algo mais capenga. Mas foi muito bom. O rapaz chegou no horário e foi cortês. É uma excelente alternativa”.

Já Iolanda Maria, diarista, diz que já embute o preço das corridas no seu trabalho. “Eu falo para a cliente que sai mais em conta. Dependendo do local que eu vou, eu gasto dois ônibus para ir e dois para voltar, então seria R$ 16. Na maioria das vezes, de carro, eu gasto isto, com a diferença que eu chego até uma hora mais cedo, do que se tivesse ido de ônibus. Já dá para adiantar bem o serviço’.

Aplicativos

Milton Lima, um dos fundadores da Udikar, contou à reportagem que, atualmente, Itaúna conta com 75 motoristas cadastrados no aplicativo e a previsão é de que esse número aumente ainda mais. “Nós estamos atuando na cidade há três meses. E, estamos com atendimento personalizado. Um estudante, por exemplo, consegue pagar menos pela corrida do que pagaria em um transporte convencional ao ir para a escola ou faculdade”, explica.

Segundo o CEO, os itaunense têm abraçado a ideia dos aplicativos de transportes. Milton ressaltou também que para evitar eventuais incidentes, todos os motoristas recebem treinamento para atender aos passageiros. “Antes de contratarmos um motorista é avaliado seus antecedentes criminais, seu veículo é inspecionado e ele é treinado para lidar com os clientes. E, também oferecemos o seguro aos passageiros, que cobre acidentes em geral”, frisa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui