Wi-Fi nos ônibus não funciona

0
286

Passageiros relatam que mesmo usando o aplicativo, nunca conseguiram se conectar. Serviço é uma das justificativas para aumento das tarifas.

Em entrevista vinculada na semana passada, o prefeito Neider Moreira, apresentou justificativas sobre a polêmica em torno do reajuste na tarifa do transporte coletivo praticado pela AutoTrans. O preço, que elevou da passagem passou de R$3,75 para R$4,00.

Uma das justificativas são os serviços ofertados além do transporte, como, por exemplo, o sinal Wi-Fi de internet gratuita nos coletivos. Porém, os usuários reclamam que o sinal não funciona. Para conferir de perto a situação, a reportagem do Jornal S’PASSO embarcou nos coletivos de duas das linhas mais utilizadas na cidade, o Circular 01 e o Circular 02.

Diversos passageiros ressaltaram o descontentamento com o serviço. Maria Lúcia Alves, que usa o transporte para ir trabalhar todos os dias comentou à reportagem que nunca acessou o serviço. “Há um tempo disseram que você tinha que baixar o aplicativo Ecobonuz e que, na medida em que você passasse o cartão na roleta, os créditos cairiam no aplicativo e você poderia trocá-los para usar a rede. Eu recarrego R$375 em passagens todo o mês, há dois anos, e nunca consegui me conectar. Aparece o sinal, mas a rede não funciona”, disse.

Para o estudante Victor de Cássio, obrigar os passageiros a utilizar um aplicativo dedicado para usufruir da rede é um ponto negativo. “Eu acho que deveria ser liberado para todos. Pensa só, fazem a gente baixar o aplicativo, mas só quem consegue usar é quem coloca crédito no cartão. Então quem paga a passagem no dinheiro não tem direito? ”, questionou.

Outro estudante, Alisson Tadeu de Souza, apontou incongruências no uso do aplicativo. “Disseram que dava para usar a internet de graça, mas você tinha que trocar por moedas no aplicativo. Então, não é de graça, é pago! Porque você precisa juntar as moedas passando o cartão”, indagou.

Teste real

Baixamos o aplicativo e acompanhamos a viagem até o ponto final dos coletivos na tentativa de usar a rede. Entretanto, a mensagem exibida no smartphone foi sempre à mesma: conectado, sem internet. Perguntado sobre o funcionamento do Wi-Fi e do aplicativo, o motorista, que por razões éticas não terá sua identidade revelada, não soube dar detalhes.

Departamento trânsito

Segundo o Gerente de Departamento de Trânsito, Audrey Leite, para usar o recurso basta que os passageiros baixem o aplicativo Ecobonuz e realizem o cadastro por meio do Cartão Buse Cidadão. Audrey explicou que o Wi-Fi é totalmente gratuito. “Só quem tem o cartão é que tem acesso ao recurso. A nossa preocupação hoje é a diminuição do volume de dinheiro que é transportado nos ônibus. Com o índice crescente de violência, quanto menos dinheiro tiver nos coletivos, mais seguro ele se torna. Por isso, resolvemos estipular o uso do cartão”, explicou.

O Gerente ainda acrescentou que os cidadãos que se sentirem com dificuldades em utilizar o aplicativo, podem entrar em contato pela ouvidoria da Prefeitura, pelo 3241-1212. “Nós sempre buscamos melhorias. Não podemos estagnar em relação à tecnologia. Sem as reclamações da população, acreditamos que está tudo ocorrendo bem. Por isso, é importante que os cidadãos se manifestem”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui