Produtores rurais de Itaúna tem até dia 30 de novembro para vacinar rebanhos

0
602

Campanha contra a Febre Aftosa já está na segunda etapa; devem ser vacinados bovinos e bubalinos até 2 anos

A primeira etapa da campanha contra a febre aftosa que aconteceu em maio, cobriu 95,56% do rebanho de bovinos e bubalinos de Itaúna, de acordo com o Instituto Mineiro de Agropecuária. Em Itatiaiuçu, cerca de 88,41% do rebanho foi vacinado.

Os criadores devem ficar atentos a essa nova etapa da vacinação, que segue até 30 de novembro. Os animais que tiverem entre zero e dois anos devem ser imunizados com a vacina bivalente, que pode ser adquirida na Cooperita e na Coopercentro.

Além de vacinar, o produtor deverá registrar através de formulário, quantas cabeças tem seu rebanho e quantas foram vacinadas. De acordo com o fiscal agropecuário, Daniel Sanches, o Ministério da Agricultura solicitou que os criadores entreguem junto com o formulário, uma cópia do Cadastro Ambiental Rural, no escritório do IMA, que fica localizado na rua Silva Jardim, 888, bairro Universitário. “Essa entrega ainda não é obrigatória, mas o Ministério solicitou esses dados para facilitar o cadastro e certificar o georeferenciamento das áreas com atividades rurais que já estão cobertas pela vacinação. A meta é cobrir 100% do rebanho”, destacou.

Fiscal Agropecuário e Médico Veterinário Daniel Sanches

Ainda segundo Sanches, algumas áreas estão sujeitas a uma fiscalização intensa, principalmente aquelas com maior risco de incidência de doenças. “Áreas com atividades agropecuária, de leilões de gado, com trânsito intenso de animais e próximas a matadouros, são mais vulneráveis”, completou.

O criador que não vacinar o rebanho pode pagar multa de R$89,83, por cabeça, e caso deixe de comprovar a vacinação, pagar R$17,97, por cada animal. Os produtores terão até o dia 10 de dezembro para comprovar a vacinação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui