Por dentro da cúpula

0
551

Convém – Quando convém as Comissões da Câmara dão parecer em segundos. Quando convém, o presidente da Câmara coloca em votação projetos que serão complementados posteriormente. Quando convém….

Convém II – Nunca vi uma legislatura fazer política tão abertamente como esta. Nas outras, os embates políticos, barganhas, negociações, que são comuns ao fazer político, não chegavam para o público em plenário. Mas os vereadores atuais parecem gostar de escancarar esta situação.

Convém III – Se o povo acompanhasse as reuniões, perceberia que o cerne do atual legislativo não é a sociedade, mas o jogo político, o perde e ganha de grupos.

Convém IV – E os vereadores não se preocupam. A maioria sabe que tem seus votos e dão como certa sua reeleição. Independentemente de sua atuação.

Painel Eletrônico – Porque será que vereadores e servidores foram contrários a instalação do painel eletrônico na Casa?

Como eu votei – A discussão sobre a votação do Decreto Legislativo me leva a duas conclusões: 1 – Parte dos vereadores nem sabem o que estão votando e isto é preocupante. 2 – Os vereadores desconhecem que as reuniões são gravadas e fica tudo no Youtube. Se eles são relapsos na votação e depois são cobrados por isto, não tem como alterar os vídeos.

Jogo de Cena – Todos os vereadores sabem que o Decreto Legislativo que suspende o aumento das tarifas de ônibus nunca será efetivo. Foi apenas um jogo de cena.

Jogo de Cena II – Foi tão jogo de cena, que Márcio Hakuna disse que a base foi orientada a votar a favor do decreto legislativo. E que a oposição criou mecanismos para que o prefeito saia por cima.

Eu sou a Universal Católica – Primeiro, quero deixar claro que sou cristão. Dito isto, quero deixar claro que políticos, não apenas os itaunenses, que utilizam o nome de Deus em encontros parlamentares, na minha opinião, e eu também posso falar isto aqui sem correr o risco de ser acionado juridicamente, pois a Constituição me dá o direito de livre expressão, são tão hipócritas quanto os fariseus. Vivem fazendo maldade ou acordos e fofocas nos bastidores e na frente das câmeras leem a Bíblia e falam em nome de Deus. Só digo uma coisa: quem assiste pode até cair nesta armadilha, mas lá de cima Deus sabe a verdade e esses políticos serão castigados, pois o segundo mandamento divino é não usar o nome de Deus em vão!

Corrida eleitoral – Os pré-candidatos já pipocam na cidade. Em redes sociais, alguns são acusados de propaganda extemporânea, o que é proibido por lei. Emanuel Ribeiro, do Direita Itaúna, lançou a hastag #joel2020.

Corrida eleitoral II – Alguns militantes políticos, contrários ao Direita Itaúna, ventilaram que podem acionar o Ministério Público contra o Direita Itaúna por antecipar a campanha.

Na bolha – Tive acesso a conversas em que grupos políticos se degladiam nas redes sociais. Estes grupos mais trocam ofensas do que demonstram preocupação com o bem da sociedade. Sinceramente, meia dúzia quer apenas chegar ao poder, para “mamar nas tetas do governo” como eles próprios dizem.

Razão – Dou razão para alguns militantes. Se Joel Arruda recebe contribuições do Direita Itaúna, como já me foi dito pessoalmente pelo Emanuel Ribeiro, e se o Direita cobra uma solução para o caso dos pastéis, foi uma lástima e uma demonstração de ineficiência a perda de prazo pelo presidente da Comissão Processante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui