Diretoria do Automóvel Clube nega pedido de informações

0
834

Atendimento administrativo é suspenso e advogada acompanha o caso

Na terça-feira, o Automóvel Clube de Itaúna fechou suas portas. Na entrada, um aviso informando que não haveria expediente administrativo. A ação vem uma semana após à reportagem do JORNAL S’PASSO publicar matéria em que torna pública a intenção de um grupo de pessoas unidas para resgatar a história  lançar uma chapa para disputar as eleições para a diretoria do clube.

O objetivo é sanear as finanças e gerir o Automóvel Clube destinando parte dos recursos financeiros para entidades beneficentes de Itaúna, se o estatuto assim permitir. Além disso, o grupo quer reviver a história do clube e as lembranças dos bons tempos.

O movimento do intitulado “Grupo Gestor” já conta com mais de 150 itaunenses, e essa movimentação em torno da diretoria do clube, tem provocado movimentos, entre os sócios, atual diretoria e chamado também a atenção de diversos e internautas que comentaram e compartilharam a reportagem realizada pelo JORNAL S’PASSO.

O famoso “Grupo Gestor” está em constantes encontros. Na última quarta-feira, 27, ocorreu outra reunião, a fim de levar adiante as questões documentais necessárias para o registro da chapa e também solicitar através de ofício a cópia do balanço do exercício de 2018, os balancetes de janeiro a outubro de 2019 e a lista atualizada de todos os sócios do clube com o número de dependentes para a atual administração.

Ângelo Freitas, que é presidente do Orfanato de Itaúna e também é um dos sócios proprietários do Automóvel Clube, destacou sobre os princípios desse grupo gestor que quer realmente ajudar a cidade. “Quando me convidaram o grupo já estava formado, a proposta é uma mudança de mentalidade, uma possível melhora no Automóvel clube, fazer uma chapa com mais transparência e voltada para a comunidade”, destacou.

“Isso tudo está sendo feito de forma democrática, estamos unidos para disputar as eleições. Nós estamos trabalhando para isso, eu sou um dos sócios proprietários, o clube tem por volta de 1.400 sócios proprietários, estamos tentando identificar os que já faleceram, para avaliar os inventários e dependentes”, sinalizou Ângelo.

Ainda segundo o presidente do orfanato, a chapa ainda está sendo organizada pois são necessárias novas reuniões com assinaturas, procurações e indicações. A eleição acontecerá em dezembro e todos os cotistas do Automóvel Clube podem participar da votação.

Negativa

Nos bastidores, as informações são de que a atual diretoria se prepara para uma possível batalha jurídica, tendo inclusive já contratado uma advogada para a contenda. Fontes ligadas ao Jornal S’Passo ventilaram o nome de Maria Helena Pereira, ex-procuradora do Executivo e Legislativo, advogada do ex-prefeito Eugênio Pinto e que atualmente defende Alex Arthur no escândalo dos pastéis.

A advogado confirmou que está acompanhando o caso e avaliando ações a serem tomadas. Também esta semana, o pedido de informações do Grupo Gestor foi negado pela atual diretoria. Em ofício, ao grupo a diretoria cita que para evitar consequências criminais e cíveis não repassaria os dados. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui