Itaúna arrecadou quase 30 milhões com IPVA

0
213

Multas e juros somam mais de R$1 milhão, mas secretário de Finanças alerta que repasse pode não acontecer

A Secretaria de Estado de Fazenda divulgou essa semana, dados referentes a arrecadação dos municípios em relação ao Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores, além dos valores dos juros e multas de trânsito referentes ao período de janeiro a outubro deste ano.

Em Itaúna, a frota de aproximadamente 56 mil veículos de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito, gerou uma arrecadação de R$30 milhões.

Foram exatos R$29.977.958,71, referentes ao IPVA e R$1.194.458,08 arrecadados com multas de trânsito. Já os juros somaram R$232.306,80. Estes valores, divididos entre o município e o Governo Estadual, entram no orçamento da administração para o próximo ano. Contudo, o secretário de Finanças, Warlei Eustáquio, informou que o repasse pode não acontecer. “Ultimamente o Governo do Estado tem dado algumas rasteiras e se deixaram de nos repassar R$750 mil de ICMS, que é devido e obrigatório, imagina o IPVA”, indagou.

O secretário também comentou que se o repasse vier, o município vai repassar 25% dos recursos à Educação e 15% à Saúde, previstos em Lei Federal. “Se chegar o recurso do IPVA e for nessa totalidade, iremos sim dar prioridade para a Saúde e a Educação. Contudo, esses valores devem chegar, de verdade, somente na segunda quinzena de janeiro ou na primeira de fevereiro”, finalizou.

IPVA 2020

A SEF divulgou também a escala de vencimentos para o pagamento do IPVA 2020. Veículos com finais de placa 1 e 2, deverão realizar a quitação do imposto, que pode ser dividido em até três parcelas, no dia 13 dos meses de janeiro, fevereiro e março. Automóveis com final de placa 3 e 4, nos dias 14 a 16; finais 5 e 6, entre os dias15 a 17; finais 7 e 8 entre 16 a 18 e finais 9 e 0, entre os dias 17 a 19, dos respectivos meses.   

Boletos falsos

A Secretaria de Estado de Fazenda informou ainda que os contribuintes deverão pagar o imposto diretamente na rede autorizada, informando o Renavam do veículo. Além disso, a SEF informou que não envia boletos para pagamento do IPVA, em razão de alguns contribuintes estarem denunciando, em várias partes do país, o recebimento de tais documentos via Correios, além de mensagens em redes sociais, e-mails e SMS com links para emissão dos falsos boletos. Em Minas Gerais, para efetuar o pagamento do IPVA 2020, os contribuintes deverão se dirigir diretamente aos terminais de autoatendimento ou guichês de caixa dos agentes arrecadadores autorizados. Alguns bancos autorizam o pagamento pela internet. Em todas as hipóteses acima, basta informar o número do Renavam do veículo. Os contribuintes que optarem pela emissão da guia de arrecadação do IPVA, deverão acessá-la, exclusivamente, no site da SEF ou solicitá-la nas repartições fazendárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui