Mãe de Marciel pede ajuda para que filho passe Natal em casa

0
559

A história de Marciel ganhou as redes sociais e comoveu os itaunenses. Aos 33 anos, ele perdeu os movimentos do corpo em decorrência de uma Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença que afeta o sistema nervoso de forma degenerativa e progressiva e, com o tempo, o doente apresenta paralisia motora irreversível. Marciel só mexe os olhos e está há seis meses internado no Hospital Manoel Gonçalves.

Segundo mãe, Marinha dos Anjos Barroso, conhecida como Maura, o filho tinha boa saúde, trabalhava na roça e praticava futebol. Quando estava para completar 30 anos, começou a perder a voz, em seguida os movimentos, sofrendo uma paralisia gradual, perdendo até mesmo a capacidade de respirar, precisando de aparelhos para se manter vivo.

O maior desejo de Maura é poder levar o filho para casa. Mas para isto, ela precisa ter aparelhos como respirador, fraldas, dieta, assistência de um fisioterapeuta, ou seja, montar uma estrutura de CTI em casa. “Assim, ele seria mais acolhido e não correria o risco de contrair uma infecção hospitalar”, relata.

O aparelho, ventilador mecânico, que bombeia o ar para os pulmões, custa em média R$ 45 mil e a dieta, cerca de R$ 24 por dia. Mesmo não tendo como arcar com estas despesas, Maura não desiste e acredita que irá conseguir levar o filho para casa novamente, mesmo que tenha que entrar na justiça.

“É um processo longo, não tem previsão de quanto tempo vai demorar. Hoje em dia, estou com problema de saúde e, por isso não aguento ir ao hospital todos os dias. Pago pessoas para revezarem comigo, porque ele não pode ficar sozinho, em nenhum momento”, conta.

Indo para casa, Marciel poderá ficar mais tempo com a filha Evelin, de nove anos, que mora em Belo Horizonte, mas poderia passar o final de semana ao lado do pai. “Está chegando o Natal, a família toda presente e, infelizmente, ele não pode sair do hospital. Meu maior desejo será levar meu filho para perto da família. Minha neta só pode ficar 10 minutos no hospital, mas em casa, ela poderia estar ao lado dele. Tenho fé que conseguiremos”, diz Maura com esperança.

Quem quiser ajudar o Marciel, deve entrar em contato com sua mãe pelo número: (37) 99828-1239.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui