‘Castramóvel’ começa a funcionar no início de março

0
1229

Castração de cães e gatos começará será oferecida inicialmente para famílias de baixa renda e animais de rua

A situação dos animais de rua de Itaúna beira o caos. Desde o ano passado, a Aida, Associação Itaunense de Defesa Animal, teve que suspender os resgates devido às dívidas com clínicas veterinárias e falta de lares temporários. Todas as ações da associação são feitas por voluntários e os recursos, provenientes de doação. No final do ano passado, a Aida acumulava dívida de R$ 10 mil e, depois de conseguir colocar mais de 60 animais em lares temporários, limitou sua atuação para os casos considerados extremos.

E se os animais abandonados preocupam, os casos confirmados de Leishmaniose Canina, comprovam a situação alarmante. Somente de janeiro a novembro do ano passado, 1.593 testes rápidos para leishmaniose canina foram realizados em Itaúna e, desse total, foram encaminhados 496 casos suspeitos para a FUNED, sendo confirmados 383 casos, segundo a Secretaria de Saúde.

A chegada de um castramóvel no final do ano passado trouxe um novo alento para os defensores da causa já que a castração é comprovadamente o melhor método de controle populacional. A prioridade de atendimento serão os animais de rua e aqueles pertencentes às famílias de baixa renda.

A presidente da AIDA, Michele Nogueira, salienta que a ONG está em contagem regressiva para início da castração dos animais. “É um sonho não só nosso, mas acredito que de toda população e espero tenha uma boa gestão para que os animais que precisam, sejam castrados. Nossa expectativa é boa e acredito que com o castramóvel funcionando, haverá uma grande redução de animais nas ruas no ano que vem”, declara.

Funcionamento

De acordo com o Secretário de Saúde, Fernando Meira, Itaúna firmou um termo de compromisso com o Ministério Público de Meio Ambiente, o que vai permitir que o Conselho Nacional do Meio Ambiente e o Conselho Regional de Medicina Veterinária promovam um curso para que servidores de Itaúna e dos municípios do entorno sejam habilitados a proceder a castração dos animais.

“O curso será no início de fevereiro e, até lá, estamos fazendo a compra de materiais necessários para realizar as castrações”, destacou.

Ainda segundo o secretário, o veterinário e a equipe auxiliar que vão atender no castramóvel já estão sendo contratados e a expectativa é que serviço comece a funcionar entre o final do mês de fevereiro e o início de março. Inicialmente a castração será feita no próprio centro de Zoonozes, localizado no distrito industrial e, posteriormente, o veículo ficará em pontos específicos da cidade.

“Priorizaremos inicialmente os animais de rua e os animais da população de baixa renda, com a meta de castração de cerca de 10 animais por dia”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui