Circuito do Carnaval na Jove Soares poderá ter camarote e lounge para quem estiver de abadá

0
486

Com o número recorde de 10 blocos inscritos, o carnaval de Itaúna promete ser um dos melhores, dos últimos tempos. Em alguns pontos da cidade já se ouve o ensaio das agremiações e a festa não fica somente por conta das baterias e da correria para que o desfile seja perfeito na avenida Jove Soares, onde a prefeitura vai montar o “circuito oficial”. A estrutura terá segurança particular nas entradas principais, câmeras de monitoramento, brigadistas, banheiros químicos, sonorização e grades de proteção.

A partir desta edição você acompanha entrevistas com a diretoria dos blocos participantes do carnaval itaunense: Deu no que Deu, Allfaces, Sertanejeiros, Zuluzinhos, DX Rolar, Bloco da Bia e Vem que Vem, além dos novatos Galo Doido, Levada Louca e Chega Mais, todos cadastrados e aptos a fazer a euforia dos foliões na avenida.

Zuluzinhos

O famoso bloco Zuluzinhos é uma versão adaptada da escola de Samba “Zulu”, que foi condecorada com diversos títulos de campeã do carnaval itaunense. Eles brilharam no carnaval de 2019, relembrando a época das escolas de samba de Itaúna. De acordo com o integrante da diretoria, Roberson Alves, neste ano a agremiação terá novidades. “O tema deste ano é o cinema. O bloco está esperando cerca de 600 foliões e vai ser composto por diversas alas a caráter, com fantasias e performances. Nós vamos trazer para a avenida, além de nossas comissões de frente, uma bateria com 80 integrantes para animar a turma”, conta animado.

O carnavalesco ainda destacou que o bloco está realizando diversos ensaios e já tem um baile marcado para o dia primeiro de fevereiro, às 22h, no Tropical. “Teremos esse baile de máscaras no Tropical com participação da bateria do bloco, Grupo bagunça Boa, Barril de Chopp e Tia Elza, além de boate com DJ Matheus Corradi. Parte da arrecadação será destinada ao Asilo Frederico Ozanan”, destaca Roberson.

A mesa com quatro lugares custa R$100 e o convite individual R$ 20. Os ingressos estão à venda na Fundação Frederico Ozanan e o telefone para mais informações é 3241-3384.

Sertanejeiros

O sertanejeiros é outro bloco que abala o carnaval itaunense, com um viés um pouco diferente das origens do carnaval. A agremiação é ideal para quem não curte o samba, pois no lugar das famosas marchinhas e enredos, o bloco leva para a avenida músicas do estilo sertanejo Universitário, arrastando quem gosta da “sofrência”.

De acordo com o presidente do Bloco, Leonardo Alves, este ano haverá muitas novidades, dentre elas, no trio elétrico haverá apresentação de bandas da cidade e da região nos dois dias que os Sertanejeiros vão desfilar. “Ainda estamos correndo atrás de patrocínios, está difícil, mas estamos confiantes. Mesmo com a prefeitura não apoiando com o pagamento dos trios, há uma empresa interessada em investir no carnaval itaunense, estruturando na Jove Soares, no trecho entre a Marka até a Foreman, camarotes e lounges no passeio e nas laterais do circuito. Desta forma, somente quem tem abadá poderá prestigiar a passagem dos blocos, mas o restante do circuito seria gratuito”, afirma Léo Alves.

Segundo ele, a empresa vai participar do processo de licitação e, se ganhar, montaria esta estrutura mais completa, desde que possa comercializar os espaços. “Se tudo der certo, a empresa comercializará os espaços a um preço justo, e quem tem abadá poderá circular normalmente pelo circuito. A empresa também colocaria banheiros químicos, estruturas e sonorização, o que geraria economia para a prefeitura e ajudaria os blocos que poderiam vender mais abadás”, finaliza.

DX Rolar

O Bloco DX Rolar já participou da última edição do carnaval e não vai comercializar abadás. Segundo João Paulo Nunes, da diretoria do bloco, o desfile seguirá os mesmos moldes do ano anterior, quando os foliões puderam desfilar livremente atrás do trio elétrico. “Até então vamos sair no Dx Rolar e também no Deu no que Deu. Nosso bloco é aberto ao público e as pessoas podem ir com fantasias, roupa neon ou da forma que acharem melhor. É um bloco para toda família e criançada, por isto estamos esperando de 300 a 500 foliões. Teremos muitas novidades em cima do trio elétrico, além de diversos convidados que são atrações surpresa”, pontua.

Camarotes e lounges

De acordo com o secretário da pasta de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura, Diógenes Vilela, há sim a possibilidade de uma empresa estruturar um camarote no circuito carnavalesco. “Tivemos algumas reuniões com os dirigentes dos blocos e a prefeitura já anunciou que não vai ceder na proposta deles de não pagar a taxa de utilização de área pública. Também não podemos ajudar financeiramente os blocos, com trios elétricos e outras questões. Vamos licitar o espaço, e a empresa vencedora terá que se responsabilizar com a contratação de seguranças, banheiros químicos e outras estruturas”, afirmou o secretário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui