Jovens itaunenses têm bom desempenho no SISU e comemoram aprovação em universidades federais

0
1722

Após a divulgação do resultado do SiSU, muitos estudantes estão aliviados: o esforço de todos os anos compensou e agora eles frequentarão as melhores universidades do país.

Depois da tempestade vem a calmaria. Bom, para os estudantes de Itaúna que garantiram sua vaga nas universidades públicas, a história não é bem assim. A tempestade, que é a pressão psicológica sobre o Enem, já passou, mas ao invés da calmaria, os estudantes preferem comemorar com muita diversão e agitação. 

Pressão 

“O Enem não é moleza”, descreve um dos jovens que foi aprovado. Ele não está errado. A prova contou com cerca de 4 milhões de concorrentes, mas no fim apenas 1,6 milhão de pessoas se inscreveu no Sistema de Seleção Unificada (SiSU), que é a plataforma que seleciona todas as opções de curso para os que obtiveram altas notas no exame.  

Além dos concorrentes, o candidato tem que se preocupar com os estudos: são cinco áreas do conhecimento diferentes que devem ser dominadas: ciências humanas, linguagens, redação (as três no primeiro dia de prova), ciências da natureza e matemática (ambas no último dia). São 180 questões e a nota geral é feita pela média das cinco matérias. 

Ansiedade 

Meses após a realização da prova, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou as notas individuais no dia 17 de janeiro. Com o resultado, o candidato adquire uma noção de quais cursos poderá escolher, baseado na nota de corte do ano anterior. No dia 21 passado, foram abertas as inscrições para o SiSU, plataforma que engloba todas as vagas de todas universidades públicas vinculadas ao Enem. Você poderia selecionar duas opções: a primeira, da universidade e do seu curso prioritários, e a segunda, seu “plano B”.  

As inscrições acabaram no dia 26 e a apreensão e ansiedade começaram. Com o vai-e-vem de decisões da justiça federal contra o Ministério da Educação, impedindo que o resultado fosse divulgado devido a erros de correções, a ansiedade aumentou. Por fim, o resultado foi divulgado na noite desta terça-feira, 28 de janeiro. E a celebração começou na mesma hora, com muitos estudantes postando fotos, raspando o cabelo e soltando fogos de artifício. 

Comemoração 

Mas a celebração oficial foi mesmo na quarta-feira, 29 de janeiro. Os novos universitários foram convocados em suas redes sociais e, às 16 horas, já estavam na Avenida Jove Soares, comemorando o resultado com o tradicional “trote”. A equipe do Jornal S’PASSO esteve lá para conhecer alguns dos estudantes que celebraram a entrada em uma universidade federal.  

Vinícius Justiniano de Oliveira tem 18 anos, é itaunense e estudava na escola de ensino técnico CEFET, em Divinópolis. Vinícius passou em Medicina na UFMG e conta sobre como conquistou sua vaga: “Estudar de forma independente e como autodidata, para mim é o melhor método. O conhecimento adquirido sozinho se fixa melhor do que qualquer outro”. 

Maria Clara Rezende passou em Engenharia de Produção na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Ela formou-se no Colégio Losango e dá uma dica para os vestibulandos de 2020: “Foquem na redação!”. 

Luísa Nogueira também se formou no Colégio Losango e tirou inimagináveis 802,9 pontos, na nota geral do Enem. O resultado garantiu o segundo lugar no curso de Direito na UFMG. Ela dá uma dica breve, mas importante: “Estude e não surte”. 

Os amigos Pedro Ivo (esquerda) e Leonardo Moreira (direita) também comemoravam o resultado. Pedro garantiu o quarto lugar em Engenharia Mecânica na UFOP, e diz que “se manter calmo é o melhor caminho”. Já Leonardo, seguirá os passos profissionais da mãe, a professora Tássia de Andrade, e cursará História na Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG). 

Mariana Rodrigues, assim como Pedro Ivo, formou-se na Escola Estadual Victor Gonçalves e garantiu a vaga em Psicologia, na UEMG. Ela dá um recado para quem vai enfrentar o Enem este ano: “Não prejudique sua saúde mental, estude até onde essa linha não for cruzada”. 

Gabriel Osório se formou no Colégio Sant’Ana e passou em Química Tecnológica, na UFMG. Ele diz que os amigos contribuíram com o seu sucesso e dá duas dicas: “Estude e aproveite bastante seu terceiro ano”. 

Alguns rostos conhecidos pelos leitores do Jornal S’PASSO também comemoravam o resultado:  

Simon Rocha e Giovanna Jannuzzi estavam na edição de semana passada, na matéria sobre as melhores notas, na redação do Enem. Por fim, o resultado positivo na prova de escrita contribuiu para que os dois garantissem suas vagas na UFMG. 

Inscrições 

Estar com o resultado divulgado pelo SISU não indica que o estudante está matriculado. A vaga só é firmada após a inscrição online e, logo após, a presencial. Para mais informações, como datas, locais e documentos para realizar a matrícula, basta acessar o site da universidade escolhida e entrar em contato. O local de acesso está disponível na mesma página em que é divulgado o resultado, no site do SISU.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui