CPI em andamento; Vereador “Três” vai ser ouvido na próxima terça-feira

0
1256

Vereador afirma que não cometeu o ato denunciado e que é alvo de “perseguição política”

Em meio a toda essa pandemia do Coronavírus, ao invés dos vereadores se preocuparem com o que o município está vivendo e sair em busca de auxílio para o único hospital da cidade, eles estão focados em realizar os trâmites da Comissão Processante de Investigação- CPI, que investiga uma suposta prática de “rachadinha” do vereador Lacimar Cesário, conhecido como três. Nesta terça-feira, 31, seis testemunhas foram ouvidas, entre elas, o ex-assessor de Otacília Barbosa, Thiago Aníbal, que deixou o gabinete da vereadora como uma manobra para denunciar o vereador e a ex-assessora de Lacimar, que foi gravada sem autorização elo ex- assessor.

Uma fonte ligada ao Jornal S’PASSO, contou que nos depoimentos dessa terça-feira, a ex-assessora de Lacimar, estava bastante transtornada ao ficar frente a frente com Thiago Aníbal e que o jurídico solicitou que ambos fossem ouvidos separadamente. Houve também mais contradições por parte da ex-assessora do vereador denunciado, o que pode fazer com que a denúncia seja arquivada ou ir a plenário para apreciação.

Em entrevista exclusiva ao Jornal S’PASSO, o “Três”, afirmou que está tranquilo quanto a investigação, tanto que foi ele mesmo que pediu ao seus pares, que votassem a favor da CPI. “De fato eu vou dar o meu depoimento na próxima terça-feira, mas resumindo aqui, isso não passa mais do que uma perseguição política, esse procedimento nunca houve, passaram pelo meu gabinete três ex-assessores e hoje eu estou somente com uma, pois a Karine pediu exoneração do cargo quando o vídeo veio á tona, e eu até não acreditei no princípio. No vídeo ela afirmou que me repassava $500, com essa alegação, ela entrou em contradição três vezes, a primeira no vídeo gravado no gabinete da vereadora Otacília, a segunda na tribuna da câmara e a última, nesta terça-feira, no depoimento, então não bate uma coisa com a outra”, afirma.

Ainda segundo Lacimar, o ex-assessor de Otacília inclusive utilizou a participação popular da casa legislativa afirmando com tom de ameaça que “tem um sonho me ver saindo algemado da câmara”. O três também disse que tem alguns vídeos que Thiago gravou dele em pleno feriado saindo de uma loja, e também em um estacionamento, e que tudo não passa mesmo de perseguição. “A vereadora Otacília teve o Thiago com assessor e hoje como atual amasiado, como ele tem contato carnal com ela, no meu modo de pensar, ela está ciente de tudo isso, eu não posso alegar que foi ela quem orquestrou tudo, porque partiu dele, mas ela estava ciente por estar com ele. Eu estou muito tranquilo, porque quem não deve, não teme”, finaliza Três.

A Comissão Processante é composta pelos vereadores Joel Arruda, como presidente, Anselmo Fabiano, como relator, e Antônio de Miranda (Toinzinho), como membro. O grupo tem o prazo de 90 dias, a contar do dia 05 de março, para apresentar o relatório final das investigações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui