Secretário de Saúde de Minas Gerais defende permanência do isolamento social

0
382

O Governo do Estado deverá manter o isolamento social pelas próximas semanas. O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, declarou que, apesar de terem expectativa inicial de flexibilização a partir desta segunda-feira, não é possível pensar em uma “vida normal” até junho, quando os casos ainda devem apresentar variação.

“No início do isolamento, por volta do dia 22, tivemos um pico de 75%. Atualmente, estamos mantendo essa faixa de 55%, algumas cidades mais outras menos. O isolamento é importante, quanto maior o isolamento menor transmissão do vírus entre as pessoas. Mas a ideia nossa é que acima de 50% seja mantido. Essa epidemia é longa. Entendemos que maio e junho é época de maior transmissão, ou seja, não dá para pensar em voltar a uma vida normal antes de junho. Algum grau de isolamento será mantido até lá”, explicou Amaral, em entrevista à Rádio Itatiaia. A previsão, até o momento, é que o pico da doença em Minas Gerais seja atingido até o dia 6 de maio.

O boletim divulgado na manhã desta segunda-feira aponta 23 mortes pela Covid-19 no estado, outras 64 mortes estão em investigação e 815 casos foram confirmados. Em todo o Brasil, foram registradas, até às 14h desta segunda-feira, 1271 mortes pela Covid-19 e 22.740 casos confirmados da doença. Os casos suspeitos já passam de 60 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui