Após flexibilização do comércio, ruas, portas de lojas, bancos e lotéricas ficam lotadas

0
725

As cenas registradas pela reportagem do Jornal S’PASSO esta semana em vários locais do centro da cidade, parece que estão totalmente fora do contexto da pandemia: filas nas portas das lotéricas, na entrada do Banco do Brasil, Caixa e Bradesco, pontos de coletivos cheios e portas de algumas lojas lotadas. Algumas pessoas foram abordadas na porta das redes bancárias e lotéricas e afirmam que não há outro jeito, tem que enfrentar fila. “Estou aqui há 40 minutos, a fila está grande, mas não tem outro jeito, a gente precisa receber e fazer os serviços bancários, não consigo pelo aplicativo”, afirma uma senhora na fila.

Já nos primeiros dias da liberação do comércio, em 27 de abril, era possível ver diversas pessoas aglomeradas nas portas de uma loja de departamentos e outra de preço único. A aglomeração persistiu nos dias subsequentes, apesar da atuação insistente de profissionais da Defesa Civil e do Procon, orientando os empresários e donos de lotéricas. Segundo a CDL os dois estabelecimentos não são filiados à entidade e em nota, a diretoria salientou que “todos os filiados estão recebendo informações e um apoio constante de profissionais para que procedam da forma correta para não gerar aglomeração na porta e no interior dos estabelecimentos”.

O Secretário de Saúde, Fernando Meira, destacou que, a princípio, o comércio permanecerá aberto, mas provavelmente haverá algumas alterações no decreto nos próximos dias, dependendo do avanço da pandemia. Quanto às aglomerações, ele salientou que o setor de Posturas, o Procon e a Defesa Civil estão orientando e fiscalizando. “Porém, conforme foi visto nesta semana, está havendo uma grande quantidade de pessoas nas ruas e por isto iremos intensificar as fiscalizações”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui