Artistas protocolam pedido de tombamento do Teatro Vânia Campos junto ao Codempace

0
144

Foi protocolado no início dessa semana no Conselho Municipal do Patrimônio Cultural, Artístico e Ecológico de Itaúna – Codempace, pedido de tombamento do Teatro Vânia Campos. A solicitação, encaminhada ao presidente do órgão, Ilimane Lopes Cardoso, foi feita pela Associação Cultural Vânia Campos, dirigida pelo médico e teatrólogo, Marco Antônio de Oliveira Machado Lara. O processo de tombamento da casa de espetáculos é auxiliado pela produtora cultural Bel de Abreu, que tem grande experiência na área. O Teatro Vânia Campos foi construído pela administração municipal do prefeito Célio Soares de Oliveira e inaugurado no dia 20 de setembro de 1981. A edificação foi viabilizada devido a um grande movimento de artistas locais, integrantes dos grupos III Ato, Comitê Pró-Arte, Cena Viva e Ribalta, em fins dos anos de 1970. Em 10 de agosto de 1996, a prefeitura concedeu ao Sesi a gestão do Teatro Vânia Campos, que o administra desde então.

Para Marco Antônio, o tombamento “além de necessário, é urgente, pois visa assegurar a permanência do teatro em nosso meio, mantendo as funções para as quais foi criado”. No registro da solicitação, Lara ressalta ainda que o Vânia Campos é importante como casa de espetáculos e para a manutenção da história das artes cênicas na cidade. Dessa forma, solicita que seja feita notificação urgente ao Sesi para impedir “qualquer tipo de ação de destruição ou descaracterização do mesmo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui