Farmácias de Itaúna aderem à campanha ‘Sinal vermelho para a violência doméstica’

0
264

Muitas mulheres que sofrem violência doméstica têm dificuldade para denunciar o agressor, principalmente neste momento de isolamento social. O Conselho Nacional de Justiça e a Associação dos Magistrados do Brasil lançaram a campanha “Sinal vermelho para a violência doméstica” para que essas mulheres encontrem ajuda nas farmácias, caso elas sejam ameaçadas. As vítimas podem pedir socorro com um “X” na mão ou feito em um pedaço de papel, com batom vermelho. Em Itaúna, a Polícia Militar realizou contato com diversas farmácias e repassará orientações referentes à campanha, para que o maior número possível de estabelecimentos participe e auxilie no suporte às vítimas. De acordo com o Major Alexsandro César de Souza, as atendentes das farmácias devem ficar atentas aos sinais, que costumam ser discretos por parte das vítimas. “Se uma mulher chegar à farmácia com um X vermelho na palma da mão, entenda como uma denúncia silenciosa de violência doméstica. Ao identificar o sinal, de forma reservada, acione a Polícia Militar através do telefone 190 e repasse o máximo de informações”, explica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui