Banco de Leite pede doação de frascos de vidro

0
140

“A demanda de frascos é grande, pois alguns ficam com as mães doadoras e os outros seguem para o Hospital Odete Valadares, em Belo Horizonte para a pasteurização do leite. Como passam por esterilização várias vezes, há muita quebra”

O leite materno é considerado o alimento mais completo, pois nele encontram-se todas as proteínas, vitaminas, água, gordura e outros benefícios necessários para o desenvolvimento dos bebês. Além disso, é o único alimento que contém elementos que auxiliam na proteção dos pequenos contra doenças e infecções. No entanto, algumas mães não conseguem amamentar os bebês prematuros e é, nesse momento, que a solidariedade e o carinho de outras mães aparecem para garantir a doação de leite materno. As doações suprem a necessidade dos bebês prematuros e de baixo peso internados no Hospital Manoel Gonçalves, para que tenham desenvolvimento saudável.

O leite doado é armazenado em frascos de vidro com tampa de plástico, iguais aos de maionese e café solúvel. “Esse material é o indicado, pois não acumula cheiro nem resíduos, é fácil de esterilizar e limpar e é resistente ao processo de congelamento e descongelamento, necessários para que o leite não perca os nutrientes e possa ser oferecido sem riscos aos bebês. As tampas plásticas, como não enferrujam e nem soltam verniz, evitam a contaminação do leite,”, explica Letícia Mendes, enfermeira obstetra do Hospital Manoel Gonçalves.

Ainda de acordo com a profissional, o Banco de Leite ‘Zélia de Paula Machado’, necessita de 40 frascos por mês, que são utilizados na coleta, pasteurização e distribuição do leite doado. Nos últimos dias, o estoque de vidros está baixo e o Banco de Leite iniciou uma campanha para garantir a doação de novos vidros e que os bebês internados, recebem o leite humano. “A demanda por frascos é grande, pois todo o estoque fica girado. Alguns ficam com as mães doadoras e os outros seguem para o Hospital Odete Valadares, em Belo Horizonte, para a pasteurização do leite. Como eles são sempre esterilizados, a quebra é grande”, relata.

Geralmente, a campanha de arrecadação dos frascos ocorre no mês de maio, quando é comemorado o dia mundial da doação de leite, mas neste ano, devido a pandemia, a campanha não foi realizada. O estoque que já era baixo, ficou comprometido porque em junho nasceram 82 bebês em Itaúna, sendo que três deles foram prematuros, e outros 30 estavam necessitaram de leite.

Para doar os recipientes, basta dirigir até o posto de coleta, localizado na Avenida Dr. Miguel Augusto Gonçalves, 1803 – Graças (casa rosa ao lado do Hospital). Já para o recolhimento na residência do doador, Basta ligar no (37) 3249-5319, que a coleta será agendada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui