Jornal S’Passo reafirma veracidade em pedido de cassação contra vereadora Otacília

0
178

A vereadora Otacília Barbosa (PV) fez publicar em suas redes sociais no último fim de semana uma contestação agressiva contra uma matéria publicada na edição 1346 do Jornal S’Passo – por ela chamado de “jornaleco”. A opinião dela acerca do tamanho e da importância do S’Passo é opinião dela, assim como o é gostar (ou não) de capivara. Não nos cabe julgar. Agora, desconsiderar uma matéria jornalística e até mesmo rebaixá-la como mentira, não podemos aceitar. A reportagem em questão não é invenção desse semanário, não nasceu da cabeça dos seus redatores. Ela constitui na reprodução fiel da iniciativa impetrada por uma cidadã (no caso a funcionária pública Ana Beghini, esposa do ex-vereador José Medeiros Júnior, o Medeirinho) que se sentiu agredida pela vereadora. É a resposta da cidadã à invasão de privacidade da vereadora Otacília. Não é fake News, não é delírio. Também não é criação do Jornal S’Passo outras denúncias contra a vereadora Otacília, ao longo deste mandato, como o de homofobia, por exemplo. São denúncias de cidadãos itaunenses, eleitores, transformadas (ou não) em ações na justiça. No caso do suposto crime de homofobia, o requerente, José Alves Capanema Júnior, advogado, protocolou ação na Delegacia de Polícia, em 25 de junho de 2020, e no Juizado Especial da Comarca de Itaúna em 27 de junho de 2020. E cabe à justiça referendar ou rejeitar essas denúncias. Ao Jornal, compete a sua divulgação, agradando ou não a vereadora.

Não é o Jornal S’Passo que mente, sra. Vereadora. Estamos há mais de trinta anos circulando na cidade e na região nos consolidando cada vez mais na liderança, como o maior e o mais respeitado jornal de Itaúna. E assim, damos a ela, que é também advogada, o direito de contestar, com elegância, ou como preferem alguns juristas: o jus esperneandi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui