“Julho Verde” chama atenção para prevenção do câncer de cabeça e pescoço

0
117

Avacci acompanha 19 pacientes com a doença e bons hábitos de vida podem ser importantes aliados

Pouca gente sabe, mas o mês de julho é dedicado à conscientização sobre o câncer de cabeça e pescoço. Ele representa 3% dos tumores malignos em homens e mulheres e é mais comum do que se pensa. Por isso, a campanha “Julho Verde” chama a atenção para a prevenção e incentiva a adoção de hábitos de vida mais saudáveis.

Os tumores de cabeça e pescoço são uma denominação do câncer que se localiza em regiões como boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago, tireoide e seios paranasais. Entre os homens e mulheres, o câncer de boca responde por 5% de todos os tumores malignos, ocupando a 5ª posição entre os cânceres masculinos, enquanto o de garganta está em 8° lugar entre os homens, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Entre o público feminino, o câncer de boca é o 12° mais prevalente.

Em Itaúna, de acordo com dados da Associação de Voluntários no Apoio e Combate ao Câncer de Itaúna (Avacci), existem 19 pacientes em tratamento de tumores relacionados à cabeça e pescoço. “O número de casos de câncer de cabeça e pescoço tem aumentado cada vez mais. É um tratamento mais complexo que, por causa da localização do tumor, costuma ser mais doloroso e o paciente precisa de mais acompanhamento de nutricionista e fonoaudiólogo”, explica a gerente de saúde e enfermeira oncológica, Lorena Amaral.

Outro fator complicador é que na maioria das vezes esses tumores são assintomáticos e podem ser confundidos com outras doenças mais comuns. Assim como em outros casos, quanto antes for diagnosticado, maior a chance de sucesso no tratamento. Fique atento a algumas características do câncer de cabeça e pescoço: rouquidão persistente; nódulos no pescoço; dificuldade para engolir; mudança na voz; manchas brancas na boca; aftas frequentes; e lesões com sangramento na boca e dificuldade para cicatrização.

“É muito importante falar de prevenção, de não fumar, de não usar drogas, de beber moderadamente, porque esse tipo de câncer está muito ligado a pacientes que tem esse estilo de vida”, detalha Lorena. Também é aconselhável evitar o consumo excessivo de carne vermelha, limitando-o a duas ou três vezes por semana, e ter uma alimentação rica em frutas e verduras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui