Candidato a vereador em Itaúna se autoproclama padre e apoia campanha em Juatuba

0
423

Paróquia de São Sebastião alerta comunidade católica que nenhum sacerdote da Diocese de Divinópolis, da qual Juatuba faz parte, é candidato nessas eleições ou faz campanha

Nos últimos dias, a paróquia de São Sebastião de Juatuba divulgou um comunicado em suas redes sociais chamando a atenção da comunidade católica para um fato estranho que vinha ocorrendo na cidade. Um homem, autoproclamado padre e monsenhor, gravou vídeos em frente a capelas do município declarando apoio ao candidato a prefeito Mestre Israel.

Em um dos vídeos, Monsenhor Moisés afirma que é preciso dar um basta na corrupção. “Estou pedindo a vocês católicos de Juatuba, sou padre Monsenhor Moisés, estou aqui em nome da nossa Igreja Católica Apostólica Romana, vamos mudar, vamos acabar com a corrupção em Juatuba”, declara ele em um trecho da gravação que circula nas redes sociais.

Como forma de avisar aos fiéis, a paróquia informou que nenhum sacerdote da Diocese de Divinópolis, da qual Juatuba faz parte, é candidato nessas eleições ou faz campanha para candidatos. “Há um cidadão em Juatuba passando-se por padre/monsenhor católico, inclusive usando imagens de nossas igrejas na região! Ele não faz parte dos quadros do nosso clero! Não conhecemos o referido senhor, nem suas origens civis, nem religiosas! Ele não fala em nome da Igreja católica, apostólica, romana! Esperamos que a Justiça Eleitoral tome as medidas cabíveis!”, finaliza o comunicado.

Em resposta ao posicionamento da igreja, Mestre Israel compartilhou em suas redes sociais um texto atribuído ao Monsenhor Moisés, no qual ele diz que pertence a Arquidiocese de Belo Horizonte, que obteve autorização do seu bispo para concorrer às eleições a vereador do município de Itaúna e apoiar candidatos “de bem” em toda Minas Gerais.

O Jornal de Juatuba e Mateus Leme procurou a Arquidiocese para saber a qual paróquia Monsenhor Moisés pertence, mas fomos informados que não há sacerdote com tal nome no quadro de padres da região. Na relação de candidatos a vereador em Itaúna, não há Monsenhor Moisés. O que ocorre é que o verdadeiro nome do suposto sacerdote é Ronilson da Silva. Ele concorre às eleições na cidade pelo MDB com o nome de Padre Ronilson, não Monsenhor Moisés, tendo inclusive se candidatado em pleitos anteriores.

Ao Jornal de Juatuba e Mateus Leme, Mestre Israel disse que o monsenhor faz parte da Paróquia de Santo Expedito, no bairro Calafate, em Belo Horizonte, e que o Bispo seria Dom Lucas Maciel, membro da Igreja Ortodoxa Grega. Depois, afirmou que Ronilson, a quem ele chama de Monsenhor Moisés, é padre de uma igreja católica independente. Em conversa com a reportagem, Ronilson disse que faz parte da igreja católica ortodoxa grega e atua em Belo Horizonte no trabalho com dependentes químicos. O nome Monsenhor Moisés foi escolhido por ele quando virou sacerdote e que o monsenhor é a autoridade da igreja quando não há presença do bispo. Ele disse ainda que se candidatou em Itaúna, pois tem família na cidade. Não conseguimos informação sobre a paróquia que ele atua ou contato da igreja ortodoxa para esclarecimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui