Neider confirma mudança e reestruturação para Gestão de qualidade no SAAE

0
460

No último dia 2 de dezembro, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Itaúna completou 56 anos de existência. E, a partir de 2021, como importante autarquia do município, irá vivenciar um novo tempo, com novas estruturas, nova política e uma nova gestão. A informação é do prefeito Neider Moreira (PSD), em conversa com o Jornal S’Passo na tarde de quinta-feira (3). O SAAE foi criado pela Lei nº 722, de 2 de dezembro de 1964, e declarado de utilidade pública pelo Decreto 158, de 29 de agosto de 1967. A administração é exercida por um Comitê Técnico e Administrativo e por um Diretor Geral, escolhido pelo prefeito. O Comitê é composto por quatro membros efetivos e respectivos suplentes, além do prefeito, que é membro nato e presidente, tendo este, o voto de qualidade nas deliberações do Comitê. Em 1969, a Fundação SESP assumiu a direção do SAAE, através de convênio firmado com a Prefeitura e, em 1990, em virtude do programa de descentralização do governo federal, houve rompimento do convênio e o SAAE Itaúna voltou a ser administrado pelo poder público, em forma de autarquia municipal.

O novo tempo do SAAE é, segundo o prefeito Neider Moreira, a implantação de uma política de qualidade que contemple a questão operacional de prestador de serviço da autarquia, muito mais do que a parte administrativa. Até então, isso fora invertido e o viés operacional estava sendo prejudicado. O prefeito lembra que a implementação de uma política de qualidade no SAAE foi iniciada neste primeiro mandato com a recuperação da saúde financeira da autarquia. E que agora, a continuidade passa por uma completa mudança na estrutura do serviço, com a chegada de um profissional da iniciativa privada que fará a reformulação do organograma com processos e procedimentos nas atividades.

A nova administração do Serviço de Água e Esgoto de Itaúna irá inaugurar o segundo mandato do prefeito Neider Moreira em 2021. “A transformação da autarquia irá também influenciar a prestação de outros serviços, como na ETE – Estação de Tratamento de Esgoto, na Estação de Tratamento de Água, inclusive com sua automação, na modernização de maquinário e, principalmente na criação de processos e procedimentos para a melhor prestação de serviços. Modernizar e racionalizar os processos é a questão mais importante que deverá ser implementada e que vai transformar o SAAE”, salientou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui