Câmara Municipal abre mandato prometendo sepultar polêmicas do passado

0
224

A primeira reunião da nova Câmara Municipal aconteceu na tarde de terça-feira (5) com as tradicionais boas-vindas aos novatos vereadores e o desejo – de veteranos e estreantes – de que o mandato que se inicia seja de bons resultados. A maioria dos pronunciamentos reforçou a necessidade de fazer do novo mandato algo diferente das polêmicas e denúncias que povoaram o anterior. Não faltaram projetos de leis, indicações e pedidos de informações ao prefeito. E nas falas de estreia, vereadores ressuscitaram temas antigos, como o Plano Diretor, a construção de um novo Distrito Industrial e solicitações cotidianas da população: asfaltamento, iluminação de vias, buracos etc.

Os novatos deram seu recado. Kaio Guimarães (PSC) solicitou que a direção da Mesa Diretora “estude a possibilidade de alterar o horário das reuniões da Câmara para o fim da tarde”, possibilitando a participação de mais pessoas, especialmente aquelas que trabalham durante o dia. O presidente Alexandre Campos (DEM) esclareceu que o horário das 14h e a redução do tempo das sessões são decorrentes de protocolo de segurança sanitária em razão da Covid-19. Quando findar a pandemia, as reuniões retornarão ao formato original com início às 17h. Leonardo Alves (Podemos) quer que a Prefeitura providencie placas indicativas em áreas da zona rural, destinadas à segurança dos ciclistas que praticam esporte nesses lugares. Gustavo Barbosa (Patriota) solicitou revisão na arquitetura do Pronto Socorro do Hospital Manoel Gonçalves de Souza Moreira, a fim de oferecer mais conforto e segurança para pacientes e acompanhantes. Aristides Filho (PSC) prometeu que terá como bandeira a luta pela criação de uma Unidade de Pronto Atendimento – UPA no município.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui