Drive-thru na porta da nova Prefeitura para vacinar profissionais de saúde contra a Covid-19

0
170

A definição de prioridade da vacinação para todos os profissionais de saúde em Itaúna, estabelecida pela Secretaria Municipal de Saúde, causou certo desconforto em algumas pessoas, sobretudo por causa de análise enfezada de poucas pessoas nas redes sociais. Alguns criticaram o que chamaram de privilégio para jovens (novatos profissionais de saúde) em detrimento de idosos (aposentados de outros setores), que não foram contemplados, ainda, com as doses imunizantes. E, de acordo com o entendimento de quem estava reclamando, os idosos são os principais vetores de contaminação do coronavírus. Os pontos de vacinação aconteceram nas manhãs de quinta-feira (4) e sexta-feira (5), em frente à nova Prefeitura, no Boulevard
Lago Sul, destinados a atender médicos, enfermeiros,
auxiliares e técnicos de enfermagem,
odontólogos, auxiliares de
saúde bucal, técnicos em saúde
bucal, fisioterapeutas, fonoaudiólogos
e farmacêuticos. A Prefeitura
esclareceu que a priorização
deste público está de acordo com
as recomendações do Ministério
da Saúde. A vacinação aconteceu
em dois pontos: em drive-thru e
outro para vacinação de pessoas
sem veículo.
Os profissionais vacinados,
novatos ou experientes, tiveram
que apresentar, além de documentos
pessoais com foto, cópia
legível da carteirinha do conselho
de classe, documento que
comprove vinculação ativa com
o serviço de saúde do município
ou documento de autônomo em
pleno exercício da atividade profissional.

Os números da Covid
e da vacinação

Foram vacinados em Itaúna até
a tarde de ontem (5) 1.611 pessoas,
de acordo com o “Vacinômetro”
da Secretaria Municipal
de Saúde. Ainda segundo os
últimos dados da Secretaria, 23
novos casos de Covid-19 foram
confirmados em um total de
4.953 (2.332 masculinos e 2.621
femininos). São 6 os pacientes
hospitalizados e subiu para 72 o
número de óbitos por Covid em
Itaúna.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui